O golpe civil militar de 1964: algumas possibilidades sobre seu significado histórico

Renato da Silva Della Vechia

Resumo


O presente artigo tem como objetivo traçar um breve panorama das condições em que se deu o golpe civil militar no Brasil em 1964. Busca também discutir algumas das interpretações sobre o significado histórico do golpe em si e possíveis desdobramentos caso os atores envolvidos tivessem feito opções distintas daquelas conhecidas pela história.


Palavras-chave


Golpe militar; Ditadura militar; Concepções históricas

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Mário. A burguesia nacional e a crise brasileira. In: Estudos Sociais, n. 15 dez. 1962.

ARQUIDIOCESE DE SÃO PAULO. Brasil: Nunca Mais. Petrópolis: Editora Vozes, 1985.

BENEVIDES, Maria Victória de Mesquita. O Governo Kubitschek. Desenvolvimento Econômico e Estabilidade política. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1976.

BOURDIEU. Pierre; PASSERON, Jean-Claude. O Tempo e o Espaço no Mundo Estudantil. In: BRITTO, Sulamita de. Sociologia da Juventude, IV. Os Movimentos Juvenis. Textos Básicos de Ciências Sociais. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1968.

DREIFUSS, René Armand. 1964: A Conquista do Estado: Ação Política, Poder e Golpe de Classe. Petrópolis: Editora Vozes, 1981.

FICO, Carlos. O grande irmão – da Operação Brother Sam aos anos de chumbo. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008.

FIGUEIREDO, Argelina Cheilub. Democracia ou Reformas? Alternativas democráticas à crise política: 1961-1964. Rio de Janeiro/São Paulo: Paz e Terra, 1993.

GORENDER, Jacob. Combate nas Trevas – A Esquerda Brasileira: das ilusões perdidas à Luta Armada. 2. ed. São Paulo: Editora Ática, 1998.

______. Era o Golpe de 64 inevitável?. In: TOLEDO, Caio Navarro de (Org.). 1964: Visões Críticas do Golpe. Democracia e Reformismo no Populismo. Campinas, São Paulo. Editora da UNICAMP, 1997.

LINZ, Juan. Regimes Autoritários. In: PINHEIRO, Paulo Sérgio (Coord.). O Estado Autoritário e Movimentos Populares. Rio de Janeiro: Editora Paz e Terra, 1979.

OLIVEIRA, Francisco de. Dilemas e perspectivas da economia brasileira no pré-64. In: TOLEDO, Caio Navarro (Org.). 1964 Visões Críticas do Golpe. Democracia e Reformismo no Populismo. Campinas: Editora da UNICAMP, 1997.

SALLUM JR., Brasílio. Transição Política e Crise de Estado. In: Revista Lua Nova, n. 32. CEDEC, 1994.

SERRA, José. As Desventuras do Economicismo: Três teses equivocadas sobre a conexão entre autoritarismo e desenvolvimento. In: COLLIER, David. O Novo Autoritarismo na América Latina. Rio de Janeiro. Editora Paz e Terra.

SINGER, Paul. A crise do milagre. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977. p. 86-87. In: MENDONÇA, Sônia Regina; FONTES, Virgínia. Historia do Brasil recente (1964-1985). São Paulo: Editora Ática, 1988.

______. O Significado do Conflito Distributivo no golpe de 64. In. TOLEDO, Caio Navarro de (Org.). 1964: Visões críticas do golpe. Democracia e Reformismo no populismo. Campinas: Editora da Unicamp, 1997.

VENTURA, Zuenir. 1968: O ano que não terminou: A aventura de uma geração. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira, 1998.




DOI: https://doi.org/10.22456/1983-201X.29300