Intervenção política, imprensa e democracia: os tijolaços de Leonel Brizola

Américo/ Flávia Freire/ Azevedo

Resumo


Leonel Brizola, nas décadas de 1980 e 1990, valendo-se do prestígio do seu nome junto a correligionários trabalhistas, levantou recursos para publicar sistematicamente artigos na grande imprensa brasileira, os quais passaram a ser conhecidos como tijolaços ou tijolões. Durante cerca de quinze anos, Brizola usou e abusou daqueles espaços, seja combatendo seus inimigos políticos, estivessem eles à direita ou à esquerda, seja prestando contas de sua administração como governador do Rio de Janeiro, ou ainda divulgando o ideário nacionalista do “novo trabalhismo”. Por variadas vezes, os textos assinados por Brizola entraram em rota de colisão direta com a linha editorial dos jornais que publicavam seus tijolaços. Neste artigo, ao lado de apresentarmos um roteiro de investigação com vistas a um melhor tratamento analítico desse importante conjunto documental, abordamos algumas questões específicas que dizem respeito às relações de Brizola com a mídia, e à maneira pela qual suas intervenções serviram de base para a construção de um discurso próprio no processo de democratização brasileiro.


Palavras-chave


História política; Leonel Brizola; Democratização brasileira; Imprensa

Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, Alzira Alves de; LATTMAN-WELTMAN, Fernando. Uma instituição ausente nos estudos de transição: a mídia brasileira. In: ABREU, Alzira Alves de (Org.) A democratização no Brasil: atores e contextos. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006, p. 67-101.

AZEVEDO, Flavia. Tijolaços: A mídia como Arma, Meio, Campo de Batalha e Inimigo Político. Rio de Janeiro, CNPq/CPDOC, Projeto de iniciação científica, 2010.

BALDISSERA, Marli de Almeida. Onde estão os grupos de onze. Os comandos nacionalistas na região do Alto Uruguai – RS. Passo Fundo, UPF, 2005.

BANDEIRA, Moniz. Brizola e o trabalhismo. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1979.

BRIZOLA, Leonel de Moura. Leonel Brizola: perfil, discursos e depoimentos (1922-2004). Porto Alegre: Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul. (Col. Perfis Parlamentares, n. 8, 2004).

CARVALHO, José Murilo de. Eleição em tempos de cólera. Jornal do Brasil, 16/07/1989. In: ______. Pontos e bordados: escritos de história e política. Belo Horizonte: Editora UFMG, 1998, p. 343-348.

COSTA, Izabel Cristina Gomes da. Em busca do paradigma perdido: as esquerdas brasileiras e a crise do socialismo real. Nitéroi, Programa de Pós-Graduação em História da UFF. (Tese de doutorado). 2009.

FERREIRA, Jorg. Esquerdas no panfleto. A crise política de 1964 no jornal da Frente de Mobilização Popular. Anos 90. Porto Alegre, v. 16, n. 29, p. 81-124, 2009.

______. O imaginário trabalhista. Getulismo, PTB e cultura política popular. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2005.

FERREIRA, Marieta de Moraes (Org.) (2008). A força do povo. Brizola e o Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Editora da FGV, 2008.

FREIRE, Américo. Novo sindicalismo e movimentos sociais. In: FERREIRA, Marieta de Moraes (Org.). A força do povo. Brizola e o Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Editora da FGV, p. 128-150, 2008.

______. Reconstruindo Brizola: esquerda armada e novo trabalhismo: notas de pesquisa. Rio de Janeiro: Anais do Seminário Regional Sudeste de História Oral, 2007.

GIRARDET, Raoul. Mitos e mitologias políticas. São Paulo: Companhia das Letras, 1987.

GOMES, Angela de Castro. Brizola e o trabalhismo. Anos 90. Porto Alegre, v. 11, n. 19/20, p. 11-20, 2004.

KUHN, Dione. Brizola: da legalidade ao exílio. Porto Alegre: RBS publicações, 2004.

LEFORT, Claude. A invenção democrática: os limites da dominação autoritária. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 1983.

______. Pensando o político: ensaios sobre democracia, revolução e liberdade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1994.

LEITE FILHO. F. C. El caudilho: Leonel Brizola: um perfil biográfico. São Paulo: Editora Aquariana, 2008.

OLIVEIRA, Francisco de; RIZEK, Cibele S. (Orgs.). A era da indeterminação. São Paulo: Boitempo Editorial, 2007.

NEVES, Lucília de Almeida. PTB: do getulismo ao reformismo (1945-1964). São Paulo: Marco Zero, 1989.

RODRIGUES, Mônica. Imprensa: uma relação de amor e ódio. In: FERREIRA, Marieta de Moraes (Org.). A força do povo. Brizola e o Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, Editora da FGV, 2008, p. 68-94.

SANTOS, Wanderley Guilhermes dos. Horizonte do desejo: instabilidade, fracasso coletivo e inércia social. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006.

SENTO SÉ, João Trajano. As várias cores do socialismo moreno. Anos 90. Porto Alegre, v. 11, n. 19/20, p. 49-76, 2004.

______. Brizolismo: estetização da política e carisma. Rio de Janeiro: Espaço e Tempo/FGV, 2009.

______. Um encontro em Lisboa. O novo trabalhismo do PDT. In: FERREIRA, Jorge; REIS, Daniel Aarão (Org.). Revolução e democracia (1964-...). Rio de Janeiro: Civilização Brasileira. (Coleção As esquerdas no Brasil, v. 3), 2007, p. 429-50.

SZATKOSKI, Elenice. Os grupos dos Onze: uma insurreição reprimida. Passo Fundo, UPF, 2003.

VAINFAS, Ronaldo. A luz própria de Leonel Brizola: do trabalhismo getulista ao socialismo moreno. In: FERREIRA, Jorge; REIS, Daniel Aarão (Org.). Revolução e democracia (1964-...). Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, (Coleção As esquerdas no Brasil, v. 3), 2007, p. 479-502.




DOI: https://doi.org/10.22456/1983-201X.26277

Anos 90 - Revista do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Rio Grande do Sul