A Legalidade e o Movimento Estudantil Brasileiro

Helgio Trindade

Resumo


O artigo relaciona a Legalidade com o movimento estudantil universitário brasileiro, particularmente o gaúcho. As lideranças da União Nacional de Estudantes (UNE), criada em 1937, portadoras de ideais nacionalistas e críticasdo perfil elitista da universidade brasileira, ao participarem da resistência política contra o golpe de 1961, atingiram outro patamar no processo de institucionalização do movimento estudantil. A hipótese é que, a partir da Legalidade, houve um amadurecimento e um avanço no processo de inserção dos universitários na vida política brasileira, permitindo a expansão da UNE, apoiada pelo governo Goulart, por todo o território nacional.

Palavras-chave


UNE; Reforma universitária; Legalidade; UEE; Movimento estudantil

Texto completo:

PDF

Referências


ARANTES, Aldo. Historia da UNE: depoimentos de ex-dirigentes, v. 1. São Paulo: Editorial Livramento, 1980.

ARANTES, Aldo; LIMA, Haroldo. A história da ação popular: da JUC a PCdoB. São Paulo: Editora Alfa-Omega, 1984.

ALBUQUERQUE - José Augusto Guillon – Movimento estudantil e a consciência social a América Latina, Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1977.

BEOZO, Pe.José Oscar – Cristãos na Universidade e na Política, Petrópolis, Vozes, 1984.

BERLINK, Manoel T – Centro de Popular de Cultura da UNE, Campinas, Editora Papirus, 1984.

CADERNOS DA REFORMA UNIVERSITÁRIA. Rio de Janeiro, s/Ed, 1962.

CUNHA, Luiz Antonio. A universidade Reformada. O golpe de 1964 e a modernização o ensino superior. Rio de Janeiro, Francisco Alves, 1983.

DEL PONT, Luis Marcó – Historia del Movimiento Estudiantil Reformista, Cordoba, Editorial Cientiica Universitaria de Cordoba, 2005.

FELIZARDO, Joaquim Jose. A legalidade: o ultimo levante gaúcho. Porto Alegre: Editora da Universidade/UFRGS, 1988.

FERREIRA, Jorge – João Goulart: uma biografia, Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 2011.

GOMEZ DE SOUZA, Luiz Alberto – A JUC: os estudantes católicos e a política, Petrópolis, Vozes, 1984.

JORNAL O MINUANO (UEE/RS). Edição extra, maio 1962.

JORNAL O METROPOLITANO. Rio de Janeiro, 4/6/1961.

MANIFESTO DO DCE-PUC-RJ. Rio de Janeiro, jun. 1961.

MINISTERIO DE EDUCACIÓN Y JUSTICIA DE LA NACIÓN – La Reforma Universitaria, Universidad Nacional de Cordoba/Fundación Friedrich Ebert, B.Aires, Editoral Legasa, 1989.

PORTANTIERO, Juan Carlos – Estudiantes y politica e América Latina: el processo de la Reforma Universitaria (1918-1938), Mexico, Siglo XXI, 1987.

SANGUINETTI, A.Ciria – Los argentinos: los reformistas (6), B.Aires, Editorial Jorge Alvarez, 1968.

SEMINÁRIO DE TRAMANDAÍ. Porto Alegre, s/Ed., 1961.

TRINDADE, Helgio. A reforma universitária de Córdoba e seu legado simbólico. In: Universidade Sociedade, Brasília vol,8, numero 17(novembro 1988), pp 49-51.

___________ O ensino superior na América Latina: um olhar longitudinal e comparativo. In: TRINDADE, Helgio; BLANQUER, Jean-Michel (Org.). Os desafios da Educação na América Latina. Petrópolis: Vozes, 2002.




DOI: https://doi.org/10.22456/1983-201X.24413

Anos 90 - Revista do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Rio Grande do Sul