Campanha da Legalidade, Luta de Classes e Golpe de Estado no Rio Grande do Sul (1961-1964)*

Diorge Alceno Konrad, Rafael Fantinel Lameira

Resumo


O processo histórico de construção do Golpe Civil-Militar, vitorioso em 1964, teve na Campanha da Legalidade um momento singular. 1964 foi antecedido de profunda polarização política entre os setores conservadoras e progressistas. Foi no Rio Grande do Sul que iniciou a resistência das forças constitucionais à tentativa de golpe, em 1961. Esta primeira tentativa golpista foi frustrada pela mobilização popular, dirigida a partir de Porto Alegre. Situação que não se repetirá em 1964, quando a resistência para a Legalidade teve nova tentativa. Entender este processo em uma dimensão mais ampla e complexa da luta de classes é o objetivo deste artigo.


Palavras-chave


Campanha da Legalidade, Luta de Classes, Golpe Civil-Militar de 1964, Brasil, Rio Grande do Sul.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1983-201X.23249

Anos 90 - Revista do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Rio Grande do Sul