Fios de Ariadne: o protagonismo negro no pós-abolição

Petrônio Domingues

Resumo


Várias pesquisas vêm-se ocupando do protagonismo negro depois da abolição da escravatura, a partir de biografias, vida associativa, conexões políticas, agenciamentos sociais e trânsitos culturais. Este artigo tem a proposta de rastrear e fazer um balanço preliminar dessas pesquisas no Rio Grande do Sul e, na medida do possível, apontar questões, sugerir fontes e discutir os problemas, dilemas e desafios dessa nova área de estudos e pesquisas.

Palavras-chave


Protagonismo negro; Historiografia; Pós-abolição; Afro-brasileiro

Texto completo:

PDF

Referências


ASSUMPÇÃO, Euzébio; MAESTRI FILHO, Mário. Nós, os afro-gaúchos. 2. ed. Porto Alegre: Editora da Universidade/UFRGS, 1998.

BARBOSA, Eni; CLEMENTE, Elvo. Carlos Santos: uma biografia. Porto Alegre: EDIPUCRS-IEL, 1994.

BARRERAS, Maria José Lanziotti. Dario de Bittencourt (1901-1974): uma incursão pela cultura política autoritária gaúcha. Porto Alegre: EDIPUCRS, 1998.

CAMPOS, Deivison Moacir Cezar de. O Grupo Palmares: um movimento negro de subversão e resistência pela construção de um novo espaço social e simbólico. Porto Alegre, Dissertação de Mestrado em História, PUCRS, 2006.

CARDOSO, Fernando Henrique. Capitalismo e escravidão no Brasil meridional: o negro na sociedade escravocrata do Rio Grande do Sul. São Paulo: DIFEL, 1962.

CUNHA, Olívia Maria Gomes da; GOMES, Flávio dos Santos. Quase-cidadão: histórias e antropologias da pós-emancipação no Brasil. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2007.

GILROY, Paul. O Atlântico negro: modernidade e dupla consciência. São Paulo: Editora 34, 2001.

GOMES, Arilson dos Santos. A formação de oásis: dos movimentos frentenegrinos ao Primeiro Congresso Nacional do Negro em Porto Alegre – RS (1931-1958). Porto Alegre, Dissertação de Mestrado em História, PUCRS, 2008.

GOMES, Fabrício Romani Gomes. Sob a proteção da Princesa e de São Benedito: identidade étnica, associativismo e projetos num clube negro de Caxias do Sul (1934-1988). São Leopoldo, Dissertação de Mestrado em História, UNISINOS, 2008.

___; MAGALHÃES, Magna Lima. “Sport Club Cruzeiro do Sul e Sport Club Gaúcho associativismo e visibilidade negra em terras de imigração negra no RS”. In: G. F. da Silva; J. A. dos Santos; L. C. C. Carneiro. RS negro: cartografias sobre a produção do conhecimento. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2008a, pp. 272-282.

JESUS, Gilmar Mascarenhas de. “O futebol da canela preta: o negro e a modernidade em Porto Alegre”. Anos 90, Porto Alegre, n. 11, julho de 1999, pp. 144-161.

KERSTING, Eduardo Henrique de Oliveira. Negros e a modernidade urbana em Porto Alegre: a Colônia Africana (1890-1920). Porto Alegre, Dissertação de Mestrado em História, UFRGS, 1998.

HALL, Stuart. Da diáspora: identidades e mediações culturais. Belo Horizonte: Ed. UFMG; Brasília: Representação da Unesco no Brasil, 2003.

LONER, Beatriz Ana. “Negros: organização e luta em Pelotas”. História em Revista. Pelotas, UFPel, n. 5, 1999, pp. 7-28.

___. Construção de classe: operários de Pelotas e Rio Grande (1888-1930). Pelotas: EdUFPel, 2001.

___. “A rede associativa negra em Pelotas e Rio Grande”. In: G. F. da Silva; J. A. dos Santos; L. C. C. Carneiro. RS negro: cartografias sobre a produção do conhecimento. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2008, pp. 246-261.

MAESTRI FILHO, Mário. “O negro no Sul do país”. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Rio de Janeiro, n. 25, 1997, pp. 231-139 (edição especial: “Negro Brasileiro Negro”).

MAGALHÃES, Magna Lima. “Crônicas e notas: a imprensa hamburguense e o 13 de Maio”. História Unisinos. São Leopoldo, v. 12, n. 1, 2008, pp. 60-66.

MOREIRA, Paulo Roberto Staudt. Os cativos e os homens de bem: experiências negras no espaço urbano. Porto Alegre: Edições EST, 2003.

MULLER, Liane Susan. As contas do meu rosário são balas de artilharia: irmandade, jornal e associações negras em Porto Alegre (1889-1920). Porto Alegre, Dissertação de Mestrado em História, PUCRS, 1999.

NUNES, Maria Helena. “Custódio Joaquim Almeida: um príncipe africano no sul do Brasil”. In: V. G. da Silva (org.), Imaginário, cotidiano e poder. São Paulo: Selo Negro, 2007 (Memória afro-brasileira; v. 3), pp. 109-150.

OLIVEN, Ruben George. “A invisibilidade social e simbólica do negro no Rio Grande do Sul”. In: I. B. Leite (org.), Negros no Sul do Brasil: invisibilidade e territorialidade. Florianópolis: Letras Contemporâneas, 1996, pp. 13-32.

ORO, Ari. “Religiões afro-brasileiras do Rio Grande do Sul: passado e presente”. Estudos Afro-Asiáticos, Rio de Janeiro, ano 24, n. 2, 2002, pp. 345-384.

PEREIRA, Lúcia Regina Brito. Cultura e Afrodescendência: organizações negras e suas estratégias educacionais em Porto Alegre (1872-2002). Porto Alegre, Tese de Doutorado em História, PUCRS, 2008.

PERES, Eliane. “Sob(re) o silêncio das fontes... A trajetória de uma pesquisa em história da educação e o tratamento das questões étnico-raciais”. Revista Brasileira de História da Educação, n. 4, 2002, pp. 75-102.

PESAVENTO, Sandra Jatahy. Emergência dos subalternos: trabalho livre e ordem burguesa. Porto Alegre: Editora da Universidade/UFRGS, 1989.

____. Uma outra cidade: o mundo dos excluídos no final do século XIX. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 2001.

SANTOS, Irene (org.). Negro em preto e branco: história fotográfica da população negra de Porto Alegre. Porto Alegre: Secretaria Municipal de Cultura; Funproarte, 2005.

SANTOS, José Antônio dos. Raiou a Alvorada: intelectuais negros e imprensa, Pelotas (1907-1957). Pelotas: EdUFPel, 2003.

SCHMIDT, Benito Bisso. Em busca da terra de promissão: a história de dois líderes socialistas. Porto Alegre: Palmarinca, 2004.

SILVA, Alberto da Costa e. “Um chefe africano em Porto Alegre”. Um rio chamado Atlântico: a África no Brasil e o Brasil na África. Rio de Janeiro: Nova Fronteira/Ed. UFRJ, 2003, pp. 167-176.

SILVA, Maria Helena Nunes da. O príncipe Custódio e a religião afro-gaúcha. Recife, Dissertação de Mestrado em Antropologia, UFPE, 1999.

THOMPSON, E. P. Costumes em comum: estudos sobre a cultura popular tradicional. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.

XAVIER, Regina Célia Lima. “Uma história que se conta: o papel dos africanos e seus descendentes na formação do Rio Grande do Sul”. História Unisinos, São Leopoldo, v. 10, n. 3, 2006, pp. 243-258.

WEIMER, Rodrigo de Azevedo. Os nomes da liberdade: experiências de autonomia e práticas de nomeação em um município da serra rio-grandense nas duas últimas décadas do século XIX. São Leopoldo, Dissertação de Mestrado em História, UNISINOS, 2007.

ZUBARAN, Maria Angélica. “Comemorações da liberdade: lugares de memórias negras diaspóricas”. Anos 90, Porto Alegre, v. 15, n. 27, julho de 2008, pp. 161-187.




DOI: https://doi.org/10.22456/1983-201X.18932

Anos 90 - Revista do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Rio Grande do Sul