Simbologia Animal: a pomba e o corvo nos bestiários medievais

Autores

  • Tiago Oliveira Bruinelli Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS

Palavras-chave:

História Medieval. História e Imagem. Imaginário. Simbologia.

Resumo

O uso de símbolos, assim como na sociedade atual, foi presença marcante no período medieval, onde, mais do que na atualidade, era utilizado com diferentes funções, sendo uma delas, e talvez a considerada mais importante, a catequização dos fiéis. Em uma sociedade praticamente iletrada, como o foi a Idade Média, o uso da simbologia animal serviu como ferramenta de catequização para a população. Nesse sentido, surge um tipo literário, mais tarde conhecido como Bestiário, que fará uso de imagens no sentido de doutrinar a população. A simbologia animal sairá do papel, permeando a arquitetura das catedrais, entre os séculos V e XII. Na tentativa de questionar se algo dessa influência chegou até a atualidade, por exemplo, em imagens devocionais de santos populares católicos, apresenta-se a maneira como a pomba e o corvo eram tratados nos Bestiários Medievais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-06-26

Como Citar

BRUINELLI, T. O. Simbologia Animal: a pomba e o corvo nos bestiários medievais. Revista Aedos, [S. l.], v. 2, n. 2, 2009. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/aedos/article/view/9843. Acesso em: 24 maio. 2022.