A MÃE DE TODOS OS HORRORES

JAIRO JAIR MARTINS

Resumo


Resumo: Desde que se perpetuaram os escritos, têm-se registro de embates entre os seres humanos pela disputa de um território, por vingança, por demonstração de poder. Em tem-pos idos, o domínio de um povo sobre outro primava pela brutalidade corpo a corpo, por meio de armas pesadas e letais. Em seus escritos, Freud afirma que a luta e a competição são partes integrantes do homem e, se usadas para o bem, catapultam o progresso material; no entanto, o avanço científico que hoje ameniza as dores do corpo e diminuiu as distâncias en-tre os países é também capaz de aniquilar em minutos o que exércitos levariam meses para conquistar. A literatura mundial registra com maestria os mais variados combates, dando fô-lego à ideia de que a brutalidade humana supera a irracionalidade dos animais. Este texto perpassa por várias obras que retrataram combates internos e de alcance mundial, momentos infelizes da história humana, revelando que não importa a época, o local e o motivo, alguém sempre vai vencer outrem mesmo que para tanto o resultado seja morte, opressão, fome, so-frimento e ruínas.
Palavras-chave: Literatura. Guerra. Irracionalidade. Destruição.
Abstract: Since the beginning of writing, there are registers of conflicts among human be-ings for the dispute of territories, through vengeance and demonstration of power. Long ago, a people subdued another by the hand-to-hand combat brutality, with the use of lethal and heavy weapons. In his writings, Freud states that fight and competition are both parts of man and, if used for good, they boost the material progress; however, the scientific development, which decreases the pains of the body and the distance among countries today, is also capable of annihilating in minutes what armies would take months to conquer. The world literature skillfully registers the most variable combats, reinforcing the idea that human brutality supersedes the irrationality of animals. This text visits several works which depicted intern and world combats, unhappy moments of the human history, revealing that the age, the place and the reason are not important; someone will always defeat others, even if its result is death, oppression, hunger, suffering and ruin.
Keywords: Literature. War. Irrationality. Destruction.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1981-4526.73213

Revista Nau Literária | ISSN 1981-4526 | Universidade Federal do Rio Grande do Sul