"Perdão, porque mal sei ler" – apresentando António Aleixo, poeta popular português

Robertson Frizero Barros

Resumo


António Aleixo (1899-1949) é um poeta singular na literatura portuguesa: semi-analfabeto, teve parte de sua pequena produção poética registrada por conta do interesse de intelectuais que viram, em seus poemas simples, uma autêntica voz do povo; ao mesmo tempo, perceberam ali uma obra poética de profunda riqueza filosófica e crítica social, que seria resgatada com renovado interesse pelas gerações futuras. Este artigo propõe-se a apresentar a vida e a obra de António Aleixo como um exemplo precioso de como a literatura oral, uma vez registrada, pode ser inserida na história da literatura.

Palavras-chaves: literatura oral; literatura portuguesa; poesia.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1981-4526.5090

Revista Nau Literária | ISSN 1981-4526 | Universidade Federal do Rio Grande do Sul