A violência divina denunciada nos romances de José Saramago

Maiquel Röhrig

Resumo


Neste artigo, analiso os romances O evangelho segundo Jesus Cristo e Caim, de José Saramago, confrontando seus principais episódios com aqueles narrados pela Bíblia e com o debate histórico sobre sua ocorrência. O objetivo é discutir as violências atribuídas ao personagem Deus à luz do conceito de paródia, revelando o modo como Saramago se apropria do texto bíblico. Além disso, procuro inserir a discussão no âmbito da história e da arqueologia, a fim de pontuar o que se chama de “heresias” de Saramago num contexto diferente do discurso teológico, comparando as violências praticadas por Deus nas obras de Saramago com aquelas narradas nos textos da Bíblia.

Palavras-chave


paródia; Antigo Testamento; Saramago; Caim; O evangelho segundo Jesus Cristo.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1981-4526.49859

Revista Nau Literária | ISSN 1981-4526 | Universidade Federal do Rio Grande do Sul