Adelino Magalhães: herdeiro de Festa

Joseane de Mello Rücker

Resumo


Este artigo visa apresentar Adelino Magalhães como autor legatário dos preceitos estéticos propostos pela Revista modernista Festa. Para isso, são estudados brevemente os textos publicados no mensário pelo autor e as obras que pertencem à década de XX: Casos e Impressões; Visões, cenas e perfis; Tumulto da vida; Inquietude e A hora veloz.

Palavras-chave: Adelino Magalhães; revista Festa; Modernismo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1981-4526.4861

Revista Nau Literária | ISSN 1981-4526 | Universidade Federal do Rio Grande do Sul