ANÁLISE ESPACIAL DA EFICIÊNCIA DOS GASTOS PÚBLICOS EM SAÚDE EM MINAS GERAIS

Thiago Costa Soares, Jenniffer Beatriz da Costa, Luckas Sabioni Lopes

Resumo


Esta pesquisa analisa a relação espacial da eficiência municipal em saúde em Minas Gerais, tomando como referência os 853 municípios do estado em 2010. Para criar os indicadores de eficiência, utiliza-se a técnica de análise envoltória de dados meta-frontier. O estudo espacial é realizado por meio da análise exploratória de dados espaciais. Os principais resultados destacam problemas na aplicação dos recursos e elevado montante relativo de gastos, sobretudo nos pequenos municípios. Pela análise espacial, encontram-se aglomerados de alta e baixa eficiência no estado. Ao se comparar os agrupamentos, verifica-se que os municípios “alto-alto” apresentam indicadores socioeconômicos mais elevados em relação aos “baixo-baixo”. Estudar melhor a realidade dessas regiões poderia ser o primeiro passo para otimizar os recursos aplicados na saúde.


Palavras-chave


Eficiência; Saúde; Análise espacial

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.70816



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456