Capacidades do Estado brasileiro e arquitetura institucional da EaD: da organização burocrática à autonomia inserida dos órgãos estatais

Daniela da Costa Britto Pereira Lima, Mônica Desiderio

Resumo


Resumo: O tema deste estudo é a arquitetura institucional da educação a distância (EaD) no Brasil sob a ótica das capacidades do Estado no que se refere à organização burocrática. Seu objetivo geral é apresentar e discutir algumas das capacidades do Estado brasileiro para gerir sua política pública de EaD. A pesquisa é do tipo bibliográfica e de natureza empírica, com suporte teórico em Evans (1993, 1995, 2004). O estudo empírico considerou o mapeamento e a análise da arquitetura institucional da EaD no Brasil entre 2010 e 2013 (LIMA, 2013). Constata-se que o Estado precisa rever sua arquitetura institucional da EaD, visando desenvolver a sua capacidade de organização burocrática e autonomia inserida, para passar de um Estado intermediário para desenvolvimentista.

Palavras-chave: Educação a distância; educação superior; capacidades do Estado; arquitetura institucional.

 

Abstract: The theme of this study is the institutional architecture of distance education - EaD - in Brazil, from the point of view of the state's capabilities, regarding the bureaucratic organization. Its general objective is to present and discuss some of the capabilities of the Brazilian State to manage it's public DE policy. The research is a bibliographical and empirical study, with theoretical support in Evans (1993, 1995, 2004). The empirical study considered the mapping and analysis of the institutional architecture of EaD in Brazil between 2010 and 2013 (LIMA, 2013). It concludes that the Brazilian State needs to reassess its DE institutional architecture as a means to develop its bureaucratic organization capacity and inserted autonomy, and as a condition to move from an intermediary State to a developed one.

Keywords: distance education; higher education; State capacity; institutional architecture.

 

Resumen: El tema de este estudio es la arquitectura institucional de la educación a distancia (EaD) en Brasil bajo la óptica de las capacidades del Estado en lo que se refiere a la organización burocrática. Su objetivo general es presentar y discutir algunas de las capacidades del Estado brasileño para gestionar su política pública de EaD. La investigación es del tipo bibliográfica y de naturaleza empírica, con soporte teórico en Evans (1993, 1995, 2004). El estudio empírico consideró el mapeo y el análisis de la arquitectura institucional de EaD en Brasil entre 2010 y 2013 (LIMA, 2013). Se constata que el Estado necesita revisar su arquitectura institucional de la EaD, buscando desarrollar su capacidad de organización burocrática y autonomía insertada, para pasar de un Estado intermedio para desarrollista.

Palabras clave: Educación a distancia; educación universitaria; capacidades del Estado; arquitectura institucional.


Palavras-chave


Educação a distância; educação superior; capacidades do Estado; arquitetura institucional

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. INEP. Censo da Educação Superior: Sinopse Estatística 2002 e 2016. Disponível em: < http://inep.gov.br/sinopses-estatisticas-da-educacao-superior>. Acesso em: 10 jan. 2018.

BRASIL. Decreto n. 9.057, de 25 de maio de 2017. Regulamenta a o art. 80 da LDB 9.394/1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2017/decreto/D9057.htm>. Acesso em: 10 jan. 2018.

BRASIL. CAPES. Portaria nº 79 e 170. Dispõe sobre Fórum Coordenadores UAB. Disponível em: < http://www.capes.gov.br/component/content/article/53-servicos/2340-portarias>. Acesso em: 08 fev. 2012.

BRASIL. Decreto n. 7.692, de 2 de março de 2012. Aprova estatuto e quadro da Capes. Disponível em: < http://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/2012/decreto-7692-2-marco-2012-612509-norma-pe.html>. Acesso em: 10 mar. 2013.

BRASIL. Portaria n. 883, de 16 de setembro de 2009a. Institui o Fórum FEPAFD. Disponível em: . Acesso em: 10 mar. 2012.

BRASIL. Resolução/FNDE n. 26, de 05 de junho de 2009b. Disponível em:

< http://www.fnde.gov.br>. Acesso em: 08 fev. 2012.

BRASIL. Decreto n. 5.800, de 8 de junho de 2006. Dispõe sobre o Sistema Universidade Aberta do Brasil. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2006/decreto/d5800.htm>. Acesso em: 10 mar. 2017.

BRASIL. Decreto n. 5.707, de 23 de fevereiro de 2006. Institui a Política e as Diretrizes para o Desenvolvimento e administração pública federal direta. Disponível em: . Acesso em 10 mar. 2013.

BRASIL. Decreto n. 5.262, de 3 de novembro de 2004a. Designa membros Conaes. Disponível em: < http://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/2004/decreto-5262-3-novembro-2004-534441-publicacaooriginal-20179-pe.html>. Acesso em: 19 mar. 2013.

BRASIL. Decreto n. 5.176, de 10 de agosto de 2004b. Regulamenta a carreira de especialista em políticas públicas. Disponível em: . Acesso em: 19 mar. 2013.

BRASIL. Lei n. 10.861, de 14 de abril de 2004. Institui o Sistema Nacional de Avaliação do Ensino Superior. Diário Oficial de 15 de abril de 2004c.

BRASIL. Lei n. 10.269, de 29 de agosto de 2001. Denominação ao INEP. Disponível em: < http://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/2001/lei-10269-29-agosto-2001-391813-publicacaooriginal-1-pl.html>. Acesso em: 10 mar. 2013.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da educação Nacional. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm>. Acesso em: 08 jan. 2018.

BRASIL. Lei n. 8.691, de 28 de julho de 1993. Dispõe sobre Plano de Carreiras. Disponível em: < http://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/1993/lei-8691-28-julho-1993-372206-norma-pl.html>. Acesso em: 10 mar. 2013.

BRASIL. Lei nº 8.028, de 12 de abril de 1990. Dispõe sobre a organização da Presidência da República e dos Ministérios, e dá outras providências. Disponível em: < http://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/1990/lei-8028-12-abril-1990-372178-norma-pl.html>. Acesso em: 02 mar. 2018.

BRASIL. Lei n. 7.834, de 6 de outubro de 1980. Cria a carreira e os respectivos cargos de especialistas em políticas públicas e gestão governamental. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L7834.htm>. Acesso em: 19 mar. 201

COSTA, L. A. Insulamento burocrático, autonomia do estado e inserção social: um estudo do Ministério da Saúde na coordenação nacional do SUS. 2011. 166 f. Tese (Doutorado em Sociologia) - Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte, 2011.

COSTA, L. A.; NEVES, J. A. B. Burocracia e inserção social: um estudo sobre o Ministério da Saúde na gestão do Sistema Único de Saúde (SUS). Saúde Soc. , v. 22, n. 4, 2013. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/sausoc/v22n4/14.pdf>. Acesso em: 10 fev. 2018.

EVANS, P. Autonomia e parceria: estados e transformação industrial. Rio de Janeiro: Ed. UFRJ, 2004.

______. Embedded autonomy: states and industrial transformation. Princeton, NJ: Princeton University Press, 1995.

______. O Estado como problema e solução. Revista Lua Nova, São Paulo, n. 28 e 29,

p. 107-156, 1993.

GRINDLE, Merilee Serrill. Challenging the State: crisis and innovation in Latin America and Africa. Cambridge: Cambridge University Press, 1996.

LIMA, Daniela da Costa Britto Pereira. Políticas públicas de EaD no ensino superior: uma análise a partir das capacidades do Estado. Tese (Doutorado em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento) - Rio de Janeiro, UFRJ, 2013.

MORAES, Raquel de Almeida. O Proformação e seu modelo de educação a distância. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, n. 44, p. 262-274, dez. 2011. Disponível em: . Acesso em: 12 nov. 2012.

RAUCH, James E.; EVANS, Peter B. Bureaucratic structure and bureaucratic performance in less developed countries. Journal of Public Economics., v. 75, p. 49-71, 2000. Disponível em: < http://www.sciencedirect.com/science/article/B6V76-3XVPG5W-3/2/cc4bf41c94f40ad95f544a60f784dcb3>. Acesso em 10 mar. 2013.




DOI: https://doi.org/10.21573/vol34n12018.82468

INDEXADORES

BBE – Bibliografia Brasileira de Educação (Brasília, MEC/INEP)
CLASE – Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (México, UNAM)
DIADORIM - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras
DOAJ - Directory of Open Access Journals
DRJI - Directory of Research Journals Indexing (Maharashtra, India)
Edubase (SBU/UNICAMP)
LATINDEX - Sistema Regional de Información em Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal
Portal de Periódicos da Capes/MEC
Science Library Index - Meadow Springs, Mandurah State, Austrália
SUMÁRIOS.ORG - Sumários de Revistas Brasileiras

 

Licença Creative Commons
Revista Brasileira de Política e Administração da Educação,
da Associação Brasileira de Política e Administração da Educação
está licenciada com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://seer.ufrgs.br/index.php/rbpae/index

ISSN versão impressa: 1678-166X
ISSN versão eletrônica: 2447-4193

Prefixo DOI: 10.21573