Interpretando as lexias "Adebdar" e "Adebdamentos" no antigo português aljamiado do século XV

Aléxia Teles Duchowny

Resumo


Propõe-se uma interpretação dos termos adebdamentos e adebdar, encontrados em um guia astrológico em português arcaico aljamiado da primeira metade do século XV, intitulado De magia, sob a cota Ms. Laud Or. 282, na Bodleian Library, Oxford, Inglaterra. Apesar de não haver dúvidas quanto à língua do códice, há indícios de que se trata de uma tradução do catalão ou do espanhol para o português, o que poderia explicar uma ocorrência tão expressiva dos termos citados, tão pouco presentes em outros textos em português da mesma época. O verbo adebdar é um dos lexemas mais frequentes do manuscrito, ocorrendo sob as formas adebdan, adebdaron, adebda, adebdan, adebdaron, adeßdan, adeßda, adeßdaran, adevida. Em geral transitivo direto, algumas vezes seguido pela preposição sobre, descreve a ação ou domínio dos planetas ou signos do zodíaco sobre pessoas, ações e objetos. O substantivo adebdamento ocorre, por sua vez, sempre no plural, sob as formas adebdamentos, adebidamentos, adeßdamentos, adevidamentos. Lança-se a hipótese de que adebdar teria relação com o adeudar do espanhol, que pode significar contrair uma dívida, tornar alguém devedor de uma dívida ou favor e assinalar relações de parentesco, origem comum ou afinidade, entre outros. Os significados dos termos no De magia, entretanto, parecem ter sofrido mudanças, justificando-se, assim, uma descrição detalhada, a partir do levantamento exaustivo das ocorrências e de uma análise gramatical. O estudo pode trazer esclarecimentos para os estudos dos manuscritos judaicos, para a Lexicografia e a Lexicologia e para a história do léxico do português e do judeu-português.

 

Interpreting Adebdar and Adebdamentos from the 15th century aljamiado old Portuguese- Abstract: It is proposed an interpretation of adebdamentos and adebdar, terms found in an astrological guide in aljamiado Old Portuguese, from the first half of the 15th century. The manuscript is entitled De magia (Ms. Laud Or. 282, Bodleian Library). Although there is no doubt as to the language of the codex, there are indications that it is a translation from Catalan or Spanish into Portuguese, which could explain such an expressive occurrence of adebdar and adebdamento, so unusual in other texts in Portuguese from the same time. The verb adebdar is one of the most frequent lexemes of the manuscript, used in many forms: adebdaron, adebda, adebdan, adebdaron, adeßdan, adeßda, adeßdaran, adevida. Sometimes followed by the preposition sobre, adebdar describes the action of planets and zodiac signs on people, events and objects. The noun adebdamento is, in turn, under the forms adebdamentos, adebidamentos, adeßdamentos and adevidamentos. The hypothesis that guides this work is that adebdar would be related with Spanish adeudar, which can mean contracting a debt, making someone liable for a debt or favor and show kinship, common origin or affinity, among others. The meanings of the terms in De magia, however, seem to have been changed, justifying thus a detailed description and a grammatical analysis of the two words. This work may shed light to the study of Jewish manuscripts, for lexicography and lexicology and the history of the lexicon of Portuguese and Judeo-Portuguese.

 


Texto completo:

PDF