Metamorfose e imaginário equino na construção da identidade judaica brasileira em "O centauro no jardim", de Moacyr Scliar

Soraya Lani

Resumo


O presente artigo relaciona a questão da identidade judaica com a utilização que o escritor Moacyr Scliar faz do imaginário equino. Num primeiro momento, através de um diálogo com as representações metamórficas na obra de Franz Kafka, o artigo analisa a evolução do animalesco ao híbrido na obra de Scliar, esse próprio processo sendo considerado aqui como uma metamorfose. Apoiando-se particularmente no romance "O centauro no jardim" (1980), investiga, num segundo momento, o simbolismo do cavalo. Permeado pela leitura intertextual, o texto estabelece relações entre Kafka e Scliar, com foco na questão do recurso literário metamórfico e na da judeidade.

 

Metamorphosis and equine imaginary in the construction of the Brazilian Jewish in “The centaur in the garden” by Moacyr Scliar - Abstract: The present article searches to relate the question of the Jewish identity and the use that the writer Moacyr Scliar makes of the equine imaginary. Firstly, through a dialogue with the metamorphic representations in Franz Kafka’s work, the article analyses the evolution from the animal world to the hybrid one in Scliar’s novel, this process being considered as metamorphosis. Secondly, it will draw particularly on the novel O Centauro no jardim (1980) to analyse the horse symbolism.


Texto completo:

PDF