O significante “Israel” na novelística de Moacyr Scliar: a batalha por Jerusalém numa rua portuária do Brasil

Patricia Nuriel

Resumo


A presença de Israel é tangencial nas letras judaicas latino-americanas; Israel quase não é o cenário onde se desenvolve a ação, senão um significante evocado. Israel é uma variável léxica que aceita uma multiplicidade de possibilidades significativas que podem ser representadas como uma interação entre as dimensões temporal e espacial, projetando assim diferentes ordens simbólicas. Este trabalho examina a presença do significante “Israel” no romance autobiográfico Os Voluntários (1979) de Moacyr Scliar como elemento que cumpre uma função na construção identitária judaica e na configuração da trama. Analisam-se diferentes representações desse significante no texto, cuja enunciação integra uma articulação da alteridade, indaga na memória, e questiona a ideia do nacional.

 

The signifier “Israel” in the novels of Moacyr Scliar: the battle for Jerusalem in a port street in Brazil - Abstract: Israel tends to be only tangentially present in Jewish Latin American fiction; while it is almost never where the story takes place, it may appear as an evoked signifier, denoting a great variety of meanings that can be represented as an interaction between its temporal and spatial dimensions, projecting different symbolic orders. This work examines the presence of Israel in Moacyr Scliar’s autobiographical novel The Volunteers (1979) as an element that plays a role in the construction of Jewish identity and in the configuration of the story. It also analyzes different representations of this signifier in the novel, whose enunciation articulates otherness and difference, explores memory, and questions the idea of nation.


Texto completo:

PDF