QUINTILIANO E A EDUCAÇÃO CÊNICA: AS LIÇÕES DO COMOEDUS

Jefferson da Silva Pontes, Charlene Martins Miotti

Resumo


Preocupado com a atuação dos oradores de seu tempo e, particularmente, com certo excesso de dramaticidade que constatava nos discursos públicos, Quintiliano propõe uma formação sui generis ao oferecer, como parte de sua educação oratória, a observação do ator dramático, etapa de aprendizado, até onde se sabe, instituída e discutida com rigor de detalhes apenas na Institutio oratoria. Este artigo tem por objetivo mostrar que a tradução do undécimo capítulo do primeiro livro da Institutio oratoria, onde se pode encontrar os preceitos escolares do comoedus, evidenciou similaridades entre bons atores e bons oradores quanto aos objetivos, às técnicas, e à própria atuação.


Palavras-chave


Quintiliano; Institutio oratoria; educação cênica; comediante; educação oratória.

Texto completo:

PDF


ISSN eletrônico: 2236-4013


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Attribuition 3.0.


Indexadores: 


 

 

cariniana 2

 

TRANSLATIO
Instituto de Letras
Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Av. Bento Gonçalves, 9500, CEP 91540-000
Porto Alegre - RS
Email: translatio.ufrgs@gmail.com