O TEMPO COMO FATOR DE OPACIDADE DA TRADUÇÃO

Valdir do Nascimento Flores, Sara Luiza Hoff

Resumo


Este texto desenvolve-se a partir de dois princípios teóricos. O primeiro considera que a tradução é um fenômeno de linguagem que, para ser devidamente abordado, precisa estar articulado a uma teoria geral da linguagem (cf. STEINER 2002). O segundo defende que a tradução comporta, em grande medida, a noção de interpretação (cf. STEINER 2002). A partir desses princípios, busca-se desenvolver a hipótese de que o tempo pode ser um fator de opacidade (cf. RÉCANATI 1979) do sentido de uma tradução. Os dados utilizados para a análise são oriundos de prefácios/posfácios de tradutores brasileiros em que são enfatizados aspectos referentes ao tempo na tradução.

 


Palavras-chave


tradução, tempo, transparência, opacidade

Texto completo:

PDF


ISSN eletrônico: 2236-4013


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Attribuition 3.0.


Indexadores: 


 

 

cariniana 2

 

TRANSLATIO
Instituto de Letras
Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Av. Bento Gonçalves, 9500, CEP 91540-000
Porto Alegre - RS
Email: translatio.ufrgs@gmail.com