ESCRITAS AFROFEMININAS EM TRADUÇÃO: THE COLOR OF TENDERNESS E L’HISTOIRE DE PONCIÁ

Marcela Iochem Valente, Luciana de Mesquita Silva

Resumo


Neste artigo, trataremos da recepção de textos literários afro-brasileiros traduzidos. Para tanto, abordaremos A cor da ternura (1989), de Geni Guimarães, e sua tradução para a língua inglesa, e Ponciá Vicêncio (2003), de Conceição Evaristo, e sua tradução para a língua francesa. A cor da ternura é uma obra de cunho autobiográfico que retrata os desafios enfrentados por Geni, uma menina pobre e negra, na busca da construção de sua própria identidade. Com o título The Color of Tenderness, sua tradução foi realizada por Niyi Afolabi e publicada em 2013 pela editora estadunidense Africa World Press. No que diz respeito a Ponciá Vicêncio, temos a história de Ponciá e sua família descendente de escravos, vivendo em um período pós-abolicionista, negociando o seu presente, anseios futuros e a reminiscência do passado escravocrata de sua família. Com o título L’Histoire de Ponciá, sua tradução foi realizada por Patrick Louis e Paula Anacaona e publicada em 2015 pela editora francesa Anacaona. Os Estudos Descritivos da Tradução (DTS) servirão de base para a nossa proposta, a partir das visões de autores como Even-Zohar (1990); Bassnett & Lefevere (1990) e Toury (1995).

Palavras-chave


tradução, literatura afro-brasileira, The Color of Tenderness, L’Histoire de Ponciá

Texto completo:

PDF


ISSN eletrônico: 2236-4013


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Attribuition 3.0.


Indexadores: 


 

 

cariniana 2

 

TRANSLATIO
Instituto de Letras
Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Av. Bento Gonçalves, 9500, CEP 91540-000
Porto Alegre - RS
Email: translatio.ufrgs@gmail.com