“LOIRONA”, DE DOROTHY PARKER

Mariana Chaves Petersen

Resumo


O conto “Loirona” (1929), de Dorothy Parker, conta a história de Hazel Morse: seus (des)afetos, suas estratégias de sobrevivência – e também sua dependência de bebidas alcóolicas e sua depressão. Apesar de o texto trazer temas de interesse atual e de já ter duas traduções publicadas no Brasil, nenhuma delas é recente. O conto apresenta muitos diálogos e é cheio de gírias relativas ao consumo de bebidas alcóolicas, termos que caracterizam os Estados Unidos da Lei Seca dos anos 1920 e 1930. Nas traduções anteriores, isso resultou em escolhas que hoje se encontram datadas, uma vez que ambas trazem termos populares da língua portuguesa das décadas de 1970 e 1980. Nesta tradução, meu objetivo foi tornar o texto interessante para um(a) leitor(a) de 2016, sem facilitá-lo. Também tentei manter o ritmo do original e um certo estranhamento quando acreditei ser pertinente.

Palavras-chave


Dorothy Parker; Loirona; Literatura Norte-Americana; autoria feminina; Lei Seca

Texto completo:

PDF


ISSN eletrônico: 2236-4013


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Attribuition 3.0.


Indexadores: 


 

 

cariniana 2

 

TRANSLATIO
Instituto de Letras
Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Av. Bento Gonçalves, 9500, CEP 91540-000
Porto Alegre - RS
Email: translatio.ufrgs@gmail.com