BYRON, TRADUTOR ANACREÔNTICO: ANACREÔNTICA 23 E “TO HIS LYRE”

C. Leonardo B. Antunes

Resumo


Neste artigo, trato do poema 23 do corpus anacreôntico, oferecendo algumas considerações a respeito do poema original e das opções de Byron ao traduzi-lo. Por fim, apresento ainda uma tradução própria, em Português, para a tradução de Byron, comentando o desafio de traduzir a tradução de um texto que, por si só, já era feito aos moldes de um poeta anterior, Anacreonte.


Palavras-chave


Byron; Anacreonte; Anacreônticas; tradução de poesia; lírica grega

Texto completo:

PDF


ISSN eletrônico: 2236-4013


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Attribuition 3.0.


Indexadores: 


 

 

cariniana 2

 

TRANSLATIO
Instituto de Letras
Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Av. Bento Gonçalves, 9500, CEP 91540-000
Porto Alegre - RS
Email: translatio.ufrgs@gmail.com