AS ENTIDADES DE CLASSE DE TRADUTORES EM PAÍSES DE LÍNGUA ALEMÃ E AS QUESTÕES DA QUALIDADE E ÉTICA PROFISSIONAL

Erica Sofia Luisa Foerthmann Schultz, Henrique Garcia, Renata Ramisch

Resumo


O presente artigo é fruto do trabalho desenvolvido no primeiro semestre letivo de 2014 na disciplina Estágio Supervisionado de Tradução do Alemão II, integrante do currículo do Bacharelado em Tradução da  Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Seu objetivo é analisar o que as entidades de classe que congregam tradutores em países ou regiões de língua alemã podem revelar a respeito dos parâmetros de qualidade em tradução, das normas de ética profissional e das condições de trabalho dos tradutores. Com essa finalidade, foram consultados sites de associações alemãs, austríacas e suíças, além de uma entidade do Tirol do Sul, província autônoma italiana com grande percentual de falantes de alemão. O material selecionado foi traduzido e comparado de maneira sistemática.

Palavras-chave


teoria da tradução; linguística; estudos de tradução

Texto completo:

PDF


ISSN eletrônico: 2236-4013


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Attribuition 3.0.


Indexadores: 


 

 

cariniana 2

 

TRANSLATIO
Instituto de Letras
Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Av. Bento Gonçalves, 9500, CEP 91540-000
Porto Alegre - RS
Email: translatio.ufrgs@gmail.com