Pele, pincel, papel e película: texto, corpo e representação em O Livro de Cabeceira

Andrei Cunha

Resumo


O presente trabalho apresenta algumas questões e resultados da pesquisa em andamento intitulada “O Cineasta, o Filósofo, a Escritora e seu Tradutor: presença de Sei Shônagon na obra de Borges, Foucault e Greenaway”. O projeto procura encontrar os pontos de contato entre a obra do classicismo japonês e a de autores da pós-modernidade ocidental, com foco no filme O Livro de Cabeceira, do cineasta Peter Greenaway (The Pillow Book, 1996). Neste texto, discutem-se alguns elementos intertextuais do filme com relação à literatura e o cinema japoneses, assim como o seu status dentro do contexto da carreira cinematográfica de Greenaway.


Texto completo:

PDF


ISSN eletrônico: 2236-4013


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Attribuition 3.0.


Indexadores: 


 

 

cariniana 2

 

TRANSLATIO
Instituto de Letras
Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Av. Bento Gonçalves, 9500, CEP 91540-000
Porto Alegre - RS
Email: translatio.ufrgs@gmail.com