100 anos sem Durkheim, 100 anos com Durkheim

Raquel Weiss, Rafael Faraco Benthien

Resumo


O centenário da morte de um autor é uma ocasião que convida à reflexão sobre o sentido e as consequências de seu legado. Neste texto, procuramos pontuar alguns elementos biográficos de Émile Durkheim (1858-1917), que ajudam a situá-lo em seu contexto original e, sobretudo, delinear alguns dos principais aspectos que caracterizam sua recepção nas ciências sociais no decorrer dos últimos cem anos. O argumento que apresentamos aqui é que há, pelo menos, três tipos de apropriações: Durkheim do senso comum sociológico, Durkheim dos durkheimianos e Durkheim interlocutor das teorias sociais. Ao mesmo tempo, apontamos como os seis textos que integram o presente dossiê dão testemunho dessa diversidade de leituras possíveis, bem como da vivacidade da presença de Durkheim nas ciências sociais contemporâneas. Esperamos que este seja um convite a uma compreensão crítica e complexa da história da nossa própria disciplina.


Palavras-chave


Ciências sociais. Teoria sociológica. Estudos durkheimianos

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.1590/15174522-019004401



Visite nossa página no Facebook

 

ISSN impresso: 1517-4522

ISSN on-line: 1807-0337

Propriedade Intelectual: All content of the journal, except where identified, is licensed under a Creative Commons attribution-type BY.