“Casas de Homens” - O jogo do osso e a masculinidade em grupos populares de Porto Alegre (RS)

Comissão Editorial Sociologias, Elaine Rosner da Silveira

Resumo


Este trabalho aborda a masculinidade em grupos populares através do jogo do osso. As casas de jogo do osso são ambientes de importante sociabilidade e reciprocidade entre estes homens, com freqüência excluídos de uma inserção social. Ao mesmo tempo possibilitam a performatização e reedição de valores masculinos ligados à honra e à virilidade. O fato de estar no limiar entre o legal e o ilegal, às vezes proscrito por lei como “jogo de azar”, faz com que esta prática lúdica e popular oscile, para seus freqüentadores, entre a referência de marginal e tradicional. A legislação procura normatizar e disciplinar comportamentos dessa classe social, embora não consiga com absoluto sucesso.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.