Teoria democrática, esfera pública e participação local

Comissão Editorial Sociologias, Leonardo Avritzer

Resumo


Esse artigo trabalha as diferentes dimensões da participação e da deliberação. Partindo da discussão entre elitismo democrático e republicanismo, procuramos demonstrar os motivos pelos quais a teoria habermasiana representa uma terceira posição no debate democrático atual. O nosso argumento é que a teoria habermasiana supõe uma relação crítico argumentativa com a política ao invés de uma relação participativa direta. O local da crítica é o espaço público. Com isso procuramos contemplar aquelas ações que implicam em crítica ao exercício da autoridade ou na tentativa de exercer a deliberação pública. É em relação a esse último aspecto que ao final do artigo polemizando com a concepção habermasiana, argumentamos que as experiências de decisão em um espaço público não estatal constituiriam mecanismos de formação de um espaço de deliberação pública.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.