A contribuição da Sociologia à compreensão de uma epistemologia complexa da Ciência contemporânea

Léo Peixoto Rodrigues, José Carlos dos Anjos, Fabrício Neves

Resumo


Este artigo parte de um breve relato crítico sobre as questões epistemológicas centrais que se colocaram no decorrer do século XX e que afetaram tanto as ciências naturais como as ciências. Este primeiro momento tem por finalidade central mostrar que ao fim de toda uma profunda reflexão sobre os fundamentos da própria Ciência, a dicotomia ente as ciências sociais e as ciências naturais perdem a relevância. A emergência da noção de complexidade epistemológica, que obscurece (e substitui) o determinismo científico, faz-se presente na Ciência de uma forma e irrestrita, transdisciplinar. O artigo busca apresentar, então, através de algumas reflexões produzidas pelo conhecimento sociológico, a possibilidade da sua contribuição para a compreensão de uma epistemologia complexa, no âmbito da ciência contemporânea. Busca também indicar caminhos para transcender as limitações da epistemologia clássica ao oferecer um quadro das novas discussões pós-coloniais e suas consequências, em especial aos dualismos universal/local, social/natural, corporal/simbólico.

Palavras-chave


epistemologia, ciências sociais, conhecimento, complexidade, pós-estruturalismo, desconstrução, pós-colonial.

Texto completo:

PDF




Visite nossa página no Facebook

 

ISSN impresso: 1517-4522

ISSN on-line: 1807-0337

Propriedade Intelectual: All content of the journal, except where identified, is licensed under a Creative Commons attribution-type BY.