Vidas precárias entre normalização e movimentação

Nicolas Wasser

Resumo


O último livro de Isabell Lorey, teórica política e social da Alemanha, trata do entrecruzamento de precariedade como novo dispositivo governamental na era do pós-fordismo, por um lado, e por outro lado, como carregador de capacidades transformatórias. Inspirada pela multiplicidade dos movimentos EuroMayDay e Occupy, Lorey amplia a noção de precariedade de Robert Castel e propõe uma reflexão sobre as alternativas políticas a partir da recusa à sensação de insegurança. Ressaltando a contribuição do livro para o estudo sociológico de protestos sociais recentes, assim como das relações de trabalho, o texto apresenta e discute a abordagem inovadora da autora.

Palavras-chave


precariedade, governamentalidade, insegurança, self, movimentos sociais

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.