A visibilidade ambiental em perspectiva sociológica: estudo comparado Brasil-Portugal

Antonio Teixeira de Barros

Resumo


Análise sobre a produção social da visibilidade das temáticas ambientais no Brasil e em Portugal, no contexto recente, pelo ângulo da mediatização, com destaque para o papel da televisão. O objetivo é examinar como foram construídos
os arranjos analíticos sociomediáticos a partir do agendamento e tematização ambiental, com base nas seguintes indagações: (a) quais as questões socioambientais
postas em relevo pelos media nos dois países? (b) como se dá a articulação entre estudos mediáticos focados na agenda ambiental e a perspectiva das ciências sociais? (c) que atores sociais são privilegiados por esses estudos? (d) como os arranjos discursivos desses atores são postos em evidência pelos media? Estudo realizado com base em pesquisa bibliográfica, análise documental e revisão sistemática de estudos acadêmicos sobre mediatização ambiental, história das ideias ecológicas, com foco nas convergências entre sociologia da comunicação e sociologia ambiental. As conclusões destacam o caráter ambíguo da mediatização,
como parte da lógica dos pacotes interpretativos que guiam a opinião pública.


Palavras-chave


Mediatização do ambiente. Sociologia do ambiente. Media e ambiente. Cultura ambiental. Sociologia da Comunicação.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.