Pesquisa a aplicações biomédicas em discussão em novo dossiê de Sociologias

Mudanças tecnocientíficas na produção do conhecimento biomédico, influenciadas por uma mudança de paradigma epistemológico com a descoberta do modelo em hélice dupla da estrutura do DNA nos anos cinquenta, que resultou em uma nova forma de compreender a vida biológica a partir de uma nova lógica de reprodução e crescimento celular, e pela emergência das chamadas tecnologias de informação e comunicação no desenvolvimento de novas agendas de pesquisa biomédica, mudaram o modo de “fazer ciência” por parte de pesquisadores da área biomédica.

Tais transformações, somadas a mudanças recentes na área médica e da saúde quanto ao padrão de financiamento à pesquisa e à sua plataforma tecnocientífica suscitam questões importantes sobre seus impactos para a sociedade.

O presente dossiê reúne material importante e atual de pesquisa sociológica e multidisciplinar, buscando resgatar as críticas fundamentais sobre o processo complexo de construção social do conhecimento biomédico contemporâneo, seja decorrente das práticas científicas, seja do aprendizado na produção e geração de inovações tecnológicas aplicadas à saúde humana.