A INTEGRAÇÃO ENSINO-SERVIÇO NA REDE DE ATENÇÃO PRIMÁRIA DA GERÊNCIA GLÓRIA-CRUZEIRO-CRISTAL DE PORTO ALEGRE/RS: UNIDADE DE SAÚDE SANTA TEREZA

Vanessa Nogueira Martino, Fabiana Schneider Pires, Cristine Maria Warmling

Resumo


Este número do Boletim Informativo Saberes Plurais apresenta informações sobre A Integração Ensino-Serviço na Rede de Atenção Primária da Gerência Glória-Cruzeiro-Cristal: Unidade de Saúde Santa Tereza no município de Porto Alegre/RS, que se originaram do projeto de pesquisa “Avaliação de Redes Integradas de Atenção e Ensino na Saúde do Sistema Único de Saúde”, financiado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) - Edital da Chamada Universal MCTI/CNPq 01/2016 (termo de concessão 42430/2016-3). Por meio de um material de fácil manuseio e compreensão, pretende-se possibilitar o reconhecimento das relações entre processos de Integração Ensino-Serviço e a constituição das redes de Atenção Primária à Saúde. A pesquisa se constituiu em um estudo de caso com abordagem qualitativa. Participaram 17 profissionais de saúde: 1 médico, 2 enfermeiros, 3 técnicos de enfermagem, 7 agentes comunitários de saúde; e 2 estudantes da graduação e 2 estudantes da residência multiprofissional. A condução dos debates foi apoiada por um roteiro de pesquisa fundamentado nas dimensões das redes de saúde. Conclui-se que processos de Integração Ensino-Serviço produzem Educação Permanente em Saúde demonstrando-se como apoio nos processos de territorialização e consolidação das redes, entretanto limitações ainda são identificadas nos sistemas de governança para a integração das redes de atenção e ensino.


Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, P. F. et al. Desafios à coordenação dos cuidados em saúde: estratégias de integração entre níveis assistenciais em grandes centros urbanos. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 26, n. 2, p. 286-298, fev. 2010.

ALMEIDA, P. F.; GIOVANELLA, L.; NUNAN, B. A. Coordenação dos cuidados em saúde pela atenção primária à saúde e suas implicações para a satisfação dos usuários. Saúde em Debate, Rio de Janeiro , v. 36, n. 94, p. 375-391, jul./set. 2012.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria n.º 4.279, de 30 de dezembro de 2010. Estabelece as diretrizes para a organização da Rede de Atenção à Saúde no âmbito do Sistema Único de Saúde. Brasília: Ministério da Saúde.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas. Censo demográfico 2010 [online].

MARTINO, V. N. Integração Ensino-Serviço e o desenvolvimento de redes de Atenção Primaria à Saúde em uma gerência de saúde de Porto Alegre/RS. Dissertação (Mestrado Ensino na Saúde), Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2019.

MENDES, E. V. As redes de atenção à saúde. Brasília: Organização Pan-Americana da Saúde, 2011. 549p.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.