A INSERÇÃO DO CURSO DE PSICOLOGIA NO PET-SAÚDE INTERPROFISSIONALIDADE: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

Luana Kethlyn Bellini, Viridiane Klabunde Carabagialle, Evilin Fontana, Fábio Zanuzzo, Graciela Soares Fonsêca

Resumo


O programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET-Saúde) Interprofissionalidade objetiva promover a integração entre o ensino, o serviço e a comunidade, focando a inserção no Sistema Único de Saúde (SUS), por meio da Educação Interprofissional e das práticas colaborativas, que permitam o desenvolvimento de habilidades, conhecimento e competências colaborando em âmbito profissional e acadêmico. Neste artigo, objetiva-se relatar a experiência dos estudantes de Psicologia nas ações do PET-Saúde Interprofissionalidade, desenvolvido no município de Chapecó, Santa Catarina, por meio de uma parceria entre três Instituições de Educação Superior e a Secretaria Municipal de Saúde. As ações desenvolvidas incluíram a imersão longitudinal em uma Unidade Básica de Saúde e a aproximação com as diversas atividades desenvolvidas pelo serviço, além do reconhecimento do território, de diálogos com os usuários e da elaboração e execução de um projeto de intervenção direcionado a responder à uma problemática específica identificada: a corresponsabilidade do usuário do SUS. A partir da experiência no PET-Saúde, os estudantes de Psicologia ressignificaram a profissão, compreenderam a importância do SUS e o papel que o psicólogo desempenha nele, perceberam a importância das práticas colaborativas para gerar resolubilidade e a importância da Educação Interprofissional e de uma formação em saúde abrangente, em detrimento de práticas fragmentadas, para formar profissionais competentes para o trabalho em saúde. Conclui-se que a participação no PET-Saúde Interprofissionalidade é importante e potente para os estudantes – em especial os de Psicologia – no sentido de oportunizar uma formação coerente com as demandas sociais de saúde oferecendo uma visão de integralidade, direcionada ao cuidado e bem-estar dos indivíduos.


Texto completo:

PDF

Referências


ALBUQUERQUE, V. S. et al. A integração ensino-serviço no contexto dos processos de mudança na formação superior dos profissionais da saúde. Revista Brasileira de Educação Médica, Rio de Janeiro, v. 32, n. 3, p. 356-362, 2008. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0100-55022008000300010&script=sci_arttext&tlng=pt. Acesso em: 20 fev. 2020.

BATISTA, N. A. Educação interprofissional em saúde: concepções e práticas. Cad. FNEPAS, Rio de Janeiro, v. 2, n. 1, p. 25-28, 2012. Disponível em: http://fnepas.org.br/artigos_caderno/v2/educacao_interprofissional.pdf. Acesso em: 20 fev. 2020.

BOTAZZO, C. Diálogos sobre a boca. São Paulo: Hucitec, 2013.

BRASIL. Ministério da Saúde. Ministério da Educação. Pró-saúde: Programa Nacional de Reorientação da Formação Profissional em Saúde. Brasília: Ministério da Saúde, 2007. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/07_0323_M.pdf. Acesso em: 02 mar. 2020.

BRASIL. Portaria Interministerial MS/MEC nº 421. Institui o Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde-PET-Saúde, e nº 422, que estabelece orientações e diretrizes técnico-administrativas para a execução do Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde, de 3 de março de 2010. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2010/pri0421_03_03_2010.html. Acesso em: 21 jan. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. Resolução, 5 de 15 de março de 2011. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de graduação em Psicologia, estabelecendo normas para o projeto pedagógico complementar para a Formação de Professores de Psicologia. Portal MEC, Brasília, 2011. Disponível em: http://portal.mec.gov.brindexphp?option=com_docman&view=download&alias=7692-rces005-11-pdf&category_slug=marco-2011-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 20 jan. 2020.

CASTRO, C. P.; OLIVEIRA, M. M.; CAMPOS, G. W. S. Apoio matricial no SUS Campinas: análise da consolidação de uma prática interprofissional na rede de saúde. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 21, p. 1625-1636, 2016. Disponível em: https://www.scielosp.org/article/csc/2016.v21n5/1625-1636/. Acesso em: 20 jan. 2020.

COSTA, M. V. A Educação Interprofissional e o processo de formação em saúde no Brasil: pensando possibilidades para o futuro. In: SOUZA, R. M. P.; COSTA, P. P. Nova formação em saúde pública: Aprendizado coletivo e lições compartilhadas na RedEscola. Rio de Janeiro: Fiocruz, ENSP, RedEscola, 2019. Disponível em: https://www.scielosp.org/article/sdeb/2019.v43nspe1/116-126/pt/. Acesso em: 24 jan. 2020.

COUTO, L. L. M.; SCHIMITH, P. B.; DALBELLO-ARAUJO, M. Psicologia em ação no SUS: a interdisciplinaridade posta à prova. Psicologia: Ciência e Profissão, Brasília, v. 33, n. 2, p. 500-511, 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-98932013000200018&script=sci_arttext. Acesso em: 24 jan. 2020.

DALTRO, M. R.; PONDÉ, M. P. Internato em psicologia: aprender-a-refletir-fazendo em contextos de prática do SUS. Psicopedagogia, São Paulo, v. 34, n. 104, p. 169-179, 2017. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/psicoped/v34n104/07.pdf. Acesso em: 24 jan. 2020.

DIMENSTEIN, M.; MACEDO, J. P. Formação em Psicologia: requisitos para atuação na atenção primária e psicossocial. Psicologia: Ciência e Profissão, Brasília, v. 32, n. spe, p. 232-245, 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-98932012000500017&script=sci_arttext. Acesso em: 25 jan. 2020.

FERREIRA NETO, J. L. A atuação do psicólogo no SUS: análise de alguns impasses. Psicologia: Ciência e Profissão, Brasília, v. 30, n. 2, p. 390-403, jun. 2010. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S141498932010000200013&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 09 maio 2020.

FONSÊCA, G. S. et al. Educação pelo trabalho: reorientando a formação de profissionais da saúde. Interface-Comunicação, Saúde, Educação, Botucatu, v. 18, p. 571-583, 2014. Disponível em: https://www.scielosp.org/article/icse/2014.v18n50/571-583/. Acesso em: 25 jan. 2020.

GUARESCHI, F. N. M. et al. A avaliação psicológica, psicopatologia e as psicoterapias na formação do profissional de saúde para o SUS: um estudo dos currículos dos cursos de Psicologia. Revista Subjetividades, Fortaleza, v. 11, n. 1, p. 171-204, 2016. Disponível em: https://periodicos.unifor.br/rmes/article/viewFile/4980/3988. Acesso em: 26 jan. 2020.

HADDAD, A. E. et al. Pró-Saúde e PET-Saúde: a construção da política brasileira de reorientação da formação profissional em saúde. Revista Brasileira de Educação Médica, Rio de Janeiro, v. 36, n. 1, p. 3-4, 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0100-55022012000200001&script=sci_arttext&tlng=pt. Acesso em: 26 jan. 2020.

HÜNING, S. M.; GUARESCHI, N. M. F. Problematizações das práticas psi: articulações com o pensamento foucaultiano. Athenea Digital, Barcelona, n. 8, p. 95-108, 2005. Disponível em: https://www.ssoar.info/ssoar/bitstream/handle/document/6451/ssoar-athenea-2005-8-guareschi_et_al-problematizacoes_das_praticas_psi_articulacoes.pdf?sequence=1. Acesso em: 26 jan. 2020.

JUNQUEIRA, S. R. O impulso que nos faz voar. In: JUNQUEIRA, W. R.; CARVALHO, Y. M. Formação em Saúde: experiências nos serviços e invenções coletivas. São Paulo: Yendis, 2016.

LIMA CAVALCANTE, B. L.; LIMA, U. T. S. Relato de experiência de uma estudante de Enfermagem em um consultório especializado em tratamento de feridas. Journal of Nursing and Health, Pelotas, v. 2, n. 1, p. 94-103, 2012. Disponível em: http://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/enfermagem/article/download/3447/2832. Acesso em: 21 jan. 2020.

LIMA, A. I. O. et al. O desafio da construção do cuidado integral em saúde mental no âmbito da atenção primária. Temas psicol. (Online), Ribeirão Preto, v. 21, n. 1, p. 71-82, 2013. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/5137/513751531005.pdf. Acesso em: 05 fev. 2020.

NOGUEIRA, F. J. S.; BRITO, F. M. G. Diálogos entre saúde mental e atenção básica: relato de experiência do Pet-Saúde no município de Parnaíba-PI. Pesquisas e Práticas Psicossociais, São João del Rei, v. 12, n. 2, p. 374-387, 2017. Disponível em: http://www.seer.ufsj.edu.br/index.php/revista_ppp/article/viewFile/2448/1692. Acesso em: 22 jan. 2020.

SERRA, A. E. G.; LIMA, R. C. R. O. Promoção da saúde para pessoas no regime semiaberto do sistema penitenciário: relato de experiência. Saúde em Debate, Rio de Janeiro, v. 43, p. 1270-1281, 2020. Disponível em: https://www.scielosp.org/article/sdeb/2019.v43n123/1270-1281/. Acesso em: 07 fev. 2020.

SILVA, E. F. et al. Formação do Psicólogo no SUS: revisando a base de sua formação. Percurso Acadêmico, Belo Horizonte, v. 7, n. 13, p. 230-246, 2017. Disponível em: http://periodicos.pucminas.br/index.php/percursoacademico/article/download/12951/12382. Acesso em: 08 fev. 2020.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.