A OCUPAÇÃO EUROPÉIA DA COSTA SUL–ATLÂNTICA MERIDIONAL DA AMÉRICA.

Milton Luz da Conceição

Resumo


Resumo
O capitalismo mercantilista a partir do século XV troca a terra pelo comércio como principal fonte de renda. A América não vai conhecer outro modo de produção que não seja o capitalista. A participação de Portugueses e Espanhóis nesta disputa comercial se dará de forma distinta. Apegados ainda à cultura do domínio da terra deixam o mar para ingleses e franceses e iniciam uma disputa fratricida de fronteiras. Estas afirmações iniciais embasam o objetivo principal deste artigo que é demonstrar a disputa entre Espanha e Portugal pela costa sul atlântica meridional da América por sua importância estratégica como acesso à prata peruana resultando daí um processo de urbanização. Utilizando a pesquisa bibliográfica e a consulta direta em fontes primárias vamos demonstrando que a colonização portuguesa era voltada para o mar e tinha como único objetivo o extrativismo para alimentar sua frota mercante. Como consequência criou na costa sul uma rede urbana que vai de Cananéia no litoral do atual estado de São Paulo à foz do Rio da Prata. Essa rede de cidades litorâneas amplia a circulação de mercadorias num primeiro momento, em seguida as atividades econômicas crescem e se autonomizam. Acreditamos que o aprofundamento deste estudo trará benefícios para Brasil e países da região auxiliando na busca de conhecimento visando uma maior integração social e econômica.

Abstract
Mercantilist capitalism from the 15hth century changes land for trade as the main source of wealth. America will not know any other way of production than the capitalist. The participation of Portuguese and Spaniards in this commercial dispute will occur in a different way. Still clinging to the culture of the land, they leave the sea to the English and French and begin a fratricidal dispute of frontiers. These initial statements are based on the main objective of this paper, which is to demonstrate the dispute between Spain and Portugal on the South Atlantic coast of South America for its strategic importance as access to Peruvian silver, resulting in a process of urbanization. Using bibliographical research and direct consultation in primary sources we show that Portuguese colonization was directed towards the sea and had as sole objective the extractivism to feed its merchant fleet. As a consequence it created on the south coast an urban network that goes from Cananéia in the coast of the current state of São Paulo to the mouth of the River Plate. This network of coastal cities broadens the circulation of goods at first, then economic activities grow and become autonomous. We believe that the deepening of this study will bring benefits to Brazil and countries of the region helping in the search of knowledge aiming at greater social and economic integration.


Palavras-chave


Palavras chave: Território. Mercantilismo. Urbanização./Keywords: Territory. Mercantilism. Urbanization.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1678-3484 - Qualis: História B3 - Planejamento Urbano B5 - Ciências Sociais Aplicadas B4 - Letras B2. Contato: revistaihgrgs@ufrgs.br