A REVOLTA TENENTISTA DE 1924 E A PARTICIPAÇÃO DA ALIANÇA LIBERTADORA NO RIO GRANDE DO SUL

Rodrigo Dal Forno

Resumo


RESUMO
A revolta tenentista de 1924 foi deflagrada no estado de São Paulo por lideranças militares, em sua grande maioria oficiais de baixa patente e sob o comando do General Isidoro Dias Lopes, descontentes com o panorama político nacional. Em poucos meses, o movimento se espalhou pelo território brasileiro e chegou ao Rio Grande do Sul, onde teve como uma de suas principais características o apoio das oposições político-partidárias regionais reunidas através da “Aliança Libertadora”. Através deste contexto, o artigo tem como objetivo analisar a deflagração do movimento rebelde, atentando, principalmente, para seu desdobramento no estado sul rio-grandense e para a participação e relação do grupo oposicionista estadual em duas frentes principais: o apoio e posicionamento assumido pelos deputados na câmara federal; e a mobilização e atuação armada protagonizada por lideranças partidárias em comunhão com os militares rebeldes. Através desta análise é possível contribuir para a investigação de um acontecimento de enorme relevância na história política brasileira, mas ainda pouco visitado e debatido acerca de seus desdobramentos na política e sociedade no estado do Rio Grande do Sul.

ABSTRACT
The “1924’s tenentista revolt” was triggered in the state of São Paulo by military leaders, mostly low-ranking officers and under the command of General Isidoro Dias Lopes, displeased with the national political. In a few months, the movement spread throughout the Brazilian territory and reached Rio Grande do Sul, in which one of its main characteristics was the support of the regional political-party oppositions gathered in the "Aliança Libertadora”. Throughthis context, the article has as objective to analyze the outbreak of the rebel movement, considering, mainly, its development in the state of Rio Grande do Sul and for the participation and relation of the opposition group in two main fronts: the support and position assumed by the deputies in the federal chamber; and the mobilization and armed action carried out by party leaders in communion with the rebel military. Through this analysis it’s possible to contribute to the investigation of an event of relevance in Brazilian political history, but little visited and debated about its unfolding in politics and society sul rio-grandense of that time.


Palavras-chave


Palavras-Chave: Aliança Libertadora. Revolta Tenentista. História do Rio Grande Sul. Brasil Primeira República. / Keywords: “Tenentista Revolt”. “Aliança Libertadora”. History of Rio Grande do Sul. Brazilian’s First Republic.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1678-3484 - Qualis: História B3 - Planejamento Urbano B5 - Ciências Sociais Aplicadas B4 - Letras B2. Contato: revistaihgrgs@ufrgs.br