Políticas Editoriais

Foco e Escopo

O escopo maior da revista é a divulgação e veiculação de produções acadêmicas sobre o Rio Grande do Sul ou com avanços relevantes para o estado. O público alvo são os pesquisadores da área de História, Geografia, Letras, Artes, Música, Direito, Urbanismo e todas as ciências com pesquisas ligadas ao tema do Rio Grande do Sul. A revista busca ser uma publicação aberta, acessível em seus trabalhos publicados e pronta para receber pesquisadores de qualquer instituições. Assim, ela segue as diretrizes do Ministério da Educação e realiza editais públicos para a avaliação de trabalhos. A avaliação é feita utilizando o double-blind peer review method, garantindo isenção e igualdade no tratamento dos trabalhos submetidos.

 

Políticas de Seção

Elementos Introdutórios

Versões integral, prefácios, sumários.

Não verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Convidados

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Artigos

Trabalhos da versão impressa da revista, entre 1860 e 2015.

Não verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Artigos

Artigos submetidos via Edital e avaliados com o método double-blind review.

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Seções

Seções especiais, com fotos, documentos históricos e seções temáticas.

Não verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Discursos e Conferências

Discursos e conferências de posses e eventos da instituição

Não verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Documentação

Documentos históricos

Não verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Elementos Finais

Pósfácios, regras de submissão, política editorial.

Não verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Resenhas

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

1 A Revista do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Sul adota o método do double-blind review (método de dupla revisão cega) para avaliar os trabalhos submetidos pelo Edital de Seleção de Artigos.

2 Dois avaliadores, ao menos, serão designados para dar parecer sobre a qualidade dos trabalhos.

3 Os avaliadores não devem conhecer o autor do artigo, e nem ser capazes de o identificar pela leitura do trabalho.

4 Os autores não serão informados dos avaliadores designados.

5 Havendo identificação entre avaliadores e autores, o processo de avaliação deve ser interrompido e reiniciado com nova designação de avaliadores.

6 Os avaliadores farão o parecer com preenchimento de um formulário padrão, que avalia os aspectos formais e materiais do trabalho.

7 Os aspectos formais da avaliação se referem ao cumprimento das normas da ABNT apontadas como necessárias e demais elementos descritos no edital. Além do parecer dos avaliadores, os editores têm a responsabilidade de zelar pela correção formal do artigo, podendo para tanto, sugerir correções.

8 A avaliação material é destinada a avaliar a importância, impacto e qualidade do trabalho científico. A avaliação dada nos aspectos materiais influi nas decisões editoriais sobre a publicação e também no estabelecimento de prioridades na publicação.

9 Após recebimentos dos pareceres, cabe aos editores tomar a decisão editorial de aceitar para publicação, pedir correções ou rejeitar. Os pareceres são o principal subsídio para a decisão, mas não são vinculantes quando houver rejeição por aspecto formal sanável ou motivos para rejeição que não estejam contemplados nas linhas editoriais e regras de avaliação.

10 O autor insatisfeito com o resultado da avaliação poderá interpor recurso ao Editor-Chefe que, desejando, poderá submeter a irresignação ao Conselho Editorial. É garantida a resposta do recurso ao autor, mas em qualquer caso, a identidade dos avaliadores não será revelada.

11 A revista poderá convidar autores reconhecidos em suas áreas para submeter artigos na condição de convidados. O convite será feito de acordo com as normas da CAPES e não ultrapassará a quantidade considerada ideal para periódicos científicos.

12 Em situações não previstas nas regras de avaliação, e considerando que o método do double-blind review utilizado é o padrão amplamente aplicado na publicação de periódicos no Brasil e em diversos países, será utilizado como subsídio normativo as principais referências sobre procedimentos éticos em publicações científicas, em especial as disponíveis no site do Committee on Publication Ethics.  

 

Periodicidade

Semestral

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

 

Arquivamento

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais...

 

Revista do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Sul

A Revista do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Sul (RIHGRGS) é publicada desde 1860. Já foram lançados mais de uma centena de volumes ao longo de mais de 150 anos de publicações. Sua fundação, pelo Barão de Porto Alegre, foi o título de Revisa Trimensal do Instituto Historico e Geographico da Provincia de S. Pedro. Desde 1920, ela tem publicações regulares e é um meio relevante para difusão de conhecimentos sobre o Rio Grande do Sul e assuntos ligados à história e desenvolvimento das ciências no estado. A revista segue os padrões estabelecidos pelo Ministério da Educação para a escolha e publicação de obras intelectuais. As normas estabelecidas pelo MEC e pela QUALIS são adotadas como critério principal de publicação e a revista é reconhecida e está classificada em diversas áreas no QUALIS de 2015:  História B3; Planejamento Urbano B5; Ciências Sociais Aplicadas B4; Letras B2. Além dessas, ela ainda publica em outras áreas como Direito, Música e Geografia. As obras são publicadas após avaliação cega, seguindo o double-blind review. A publicação do periódico é semestral, em versão impressa e virtual. A versão impressa é tradicional, implantada desde a criação da revista. A versão virtual, iniciada em 2015, tem o mesmo conteúdo, mas é acessível gratuitamente pela internet sob as regras do Open Access - sendo permitido o acesso e cópia de toda a produção, em qualquer dos números, independentemente de identificação do visitante. O ISSN da revista: 1678-3484.