Políticas Editoriais

Foco e Escopo

O escopo maior da revista é a divulgação e veiculação de produções acadêmicas sobre o Rio Grande do Sul ou com avanços relevantes para o estado. O público alvo são os pesquisadores da área de História, Geografia, Letras, Artes, Música, Direito, Urbanismo e todas as ciências com pesquisas ligadas ao tema do Rio Grande do Sul. A revista busca ser uma publicação aberta, acessível em seus trabalhos publicados e pronta para receber pesquisadores de qualquer instituições. Assim, ela segue as diretrizes do Ministério da Educação e realiza editais públicos para a avaliação de trabalhos. A avaliação é feita utilizando o double-blind peer review method, garantindo isenção e igualdade no tratamento dos trabalhos submetidos.

 

Políticas de Seção

Elementos Introdutórios

Versões integral, prefácios, sumários.

Não verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Convidados

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Artigos

Trabalhos da versão impressa da revista, entre 1860 e 2015.

Não verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Artigos

Artigos submetidos via Edital e avaliados com o método double-blind review.

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Seções

Seções especiais, com fotos, documentos históricos e seções temáticas.

Não verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Discursos e Conferências

Discursos e conferências de posses e eventos da instituição

Não verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Documentação

Documentos históricos

Não verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Elementos Finais

Pósfácios, regras de submissão, política editorial.

Não verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Resenhas

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

A publicação de toda e qualquer colaboração dependerá da observância das Normas Editoriais, da avaliação do Conselho Editorial e pareceristas ad hoc. A revista seguirá as normas do Sistema Qualis para a área da História, conforme os critérios estabelecidos pelo Ministério da Educação, como critério principal na aplicação da avaliação e na  seleção das produções publicadas.

Os artigos devem seguir as normas do edital e políticas de avaliação conforme critérios éticos, em especial as disponíveis no site do Committee on Publication Ethics, e as diretrizes abaixo apresentadas.

Os artigos científicos que cumprem as regras são avaliados seguindo o double-blind peer review method nos seguintes termos.

 

Avaliação dos Artigos pelo Método Double-Blind Peer Review

a) o artigo será preliminarmente considerado pelo conselho editorial para verificar sua adequação geral e pertinência temática;

b) após a análise preliminar, será avaliado por dois avaliadores cegos e designados ad Hoc em função do tema. Eles não conhecerão os nomes dos autores em nenhuma hipótese;

c) os avaliadores podem decidir, justificadamente: aceitar, pedir correções obrigatórias ou rejeitar o artigo científico;

d) os artigos aceitos estão aptos a serem publicados e ficarão, com os demais aceitos, aguardando sua consideração para serem publicados na próxima edição, respeitado o limite máximo de artigos a serem publicados em cada número;

e) os artigos nos quais haja correções obrigatórias também podem ser publicados caso sejam corrigidos e, posteriormente, reapresentados e aceitos. Cabe aos editores resguardar a qualidade da publicação, podendo decidir pela aceitação, rejeição ou nova rodada de avaliação em vista da versão corrigida;

f) os artigos rejeitados não serão publicados;

g) a rejeição de um artigo é feita com a opinião dos avaliadores e poderá ser feita inclusive com base em uma única rejeição caso: - não haja pertinência temática; - haja relevante inadequação para participação em publicação científica; - por motivos éticos; - não respeitem aspectos formais obrigatórios; - haja identificação no arquivo de submissão;

h) as avalições são soberanas e os avaliadores não são identificados aos autores em nenhuma hipótese;

i) a irresignação dos autores quanto ao resultado da avaliação deve ser apresentada ao e-mail institucional.

 

Dados sobre o artigo científico

a) deve ter entre 10 e aproximadamente 25 páginas;

b) deve ser entregue em arquivo separado, em formato *.doc, *.rtf ou *.docx;

c) não deve haver identificação de autoria no arquivo do artigo, devendo o autor, inclusive, resguardar para que sejam apagados os dados de autoria criados automaticamente pelo Microsoft Word nas propriedades do documento, em caso de uso deste editor;

d) deve ser inédito e, em caso de submissão a outro periódico, deve haver comunicação imediata para arquivamento do processo avaliativo;

e) a Revista reserva-se a oportunidade de publicar de acordo com o seu cronograma e no interesse de uma publicação ética e de mérito científico, especialmente no cumprimento de regras do Sistema Qualis, notificando o autor da aprovação do mesmo ou da negativa para a publicação;

f) o autor não publicado no número imediatamente subsequente à submissão poderá ser publicado nos seguintes. A revista comunicará essa intenção aos autores.

 

Estrutura do artigo científico

Deve conter os elementos obrigatórios previstos na ABNT:

a) título no idioma do artigo: em negrito, centralizado e todo em maiúsculo;

b) título em língua estrangeira: em itálico, centralizado e todo em maiúsculo;

c) resumo no idioma do artigo: título em negrito "Resumo", seguido de parágrafo único entre 100 e 250 palavras;

d) palavras-chave no idioma do artigo: expressão em negrito "Palavras-chave:", seguida, na mesma linha, de palavras-chave, divididas por ponto final;

e) resumo em língua estrangeira: tradução do resumo, preferencialmente para o inglês;

f) palavras-chave em língua estrangeira: tradução das palavras-chave, preferencialmente para o inglês;

g) introdução;

h) desenvolvimento: dividido em seções;

i) considerações finais;

j) referências: lista única, sem divisões internas, e itens em ordem alfabeta.

Não deve haver identificação de autoria.

 

Uso da ABNT

São normas da ABNT relevantes para a produção científica: - ABNT NBR 6022:2018 - Artigo em publicação periódica científica impressa; - ABNT NBR 6023:2002 - Referências; - ABNT NBR 6024:2002 - Numeração progressiva das seções de um documento escrito; - ABNT NBR 6027:2002 - Sumário; - ABNT NBR 6028:2003 - Resumo; - ABNT NBR 6034:2004 - Índice; - ABNT NBR 10520:2002 - Citações em documentos; - ABNT NBR 12225:2004 - Lombada; - ABNT NBR 12256:1992 - Apresentação de originais; - ABNT NBR 14724:2011 - Trabalhos acadêmicos; - ABNT NBR 15287:2011 - Projeto de Pesquisa.

 

Periodicidade

Semestral

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

 

Arquivamento

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais...

 

Instruções aos autores

A revista recebe prioritariamente contribuições inéditas de artigos científicos. É um periódico multidisciplinar que recebe artigos das áreas de História, Geografia, Patrimônio Cultural, Ciência Política, Direito, Literatura, Artes, Letras, resguardado que estejam conectados ao estado ou que o insiram em estudos de abrangência nacional e internacional. Também podem ser publicados artigos sobre método ou questões filosóficas nas respectivas áreas.

De acordo com a relevância do conteúdo e pertinência temática, ela pode avaliar a publicação de produções como balanços bibliográficos, bibliografias temáticas, ensaios, resenhas, traduções, comunicações e notas de pesquisa. Ela também avaliará propostas de publicação de documentos de valor histórico e geográfico.

Os autores devem, ao submeter artigos, ler as regras do Processo de Avaliação pelos Pares, disponíveis neste site. Dossiês temáticos podem trazer exigências adicionais que devem ser atentadas pelos que desejam participar. A revista, periodicamente, publica e divulga editais públicos com regras contidas nestas instruções e nas diretrizes e políticas. Além da possibilidade de submeter pelos editais, a revista mantém fluxo contínuo e recebe artigos a qualquer momento.

 

Sobre a submissão

Fluxo contínuo: permanentemente, está aberta a submissão por fluxo contínuo, e os artigos podem ser submetidos pelos autores devidamente registrados. As obras passarão pelas avaliações abaixo e passarão a ser consideradas para publicação assim que aceitas. A inexistência de prazo aberto por edital não impede a submissão por esta modalidade.

Editais: editais ordinários ou para dossiês são publicados e amplamente divulgados. Por meio deles, as submissões serão recebidas objetivando publicação nos números especificados em suas normas. No caso dos editais ordinários, o artigos recebidos e não publicados no número objetivado poderão, se possível, serem publicados em números posteriores.

 

Sobre os volumes

Cada volume ordinário tem nove artigos recebidos por meio de edital público e no qual é aplicado double-blind peer review method. O volume pode ter artigos convidados, documentações, entrevistas, palestras, que não alteram o número de artigos recebidos por edital.

Os dossiês têm estrutura flexível, considerando, no entanto, que deve haver, dentro da sua estrutura, nove artigos recebidos por meio de edital público e no qual é aplicado double-blind peer review method.

 

Sobre a aceitação e publicação

Uma vez que o artigo passe pelo processo de avaliação descrito nas políticas e diretrizes de avaliação, ele está apto à publicação. Esta aptidão não garante, no entanto, a publicação. O artigo passa ser considerado nos números subsequentes à sua aceitação junto com os demais neste estágio, até serem publicados os nove melhores recebidos no edital correspondente ou por fluxo contínuo, segundo a opinião dos avaliadores. Caso, em função das avaliações recebidas, os editores concluam que o artigo aceito não tem perspectiva de ser publicado, o autor receberá certificado de aceitação, aviso dessa ocorrência e de posterior tomada de contato caso haja alteração no contexto.

 

Comunicação

Para autores, avaliadores e interessados em publicar na revista: entrar em contato pelo e-mail institucional: revistaihgrgs@ufrgs.br

Para jornalistas e editores: para entrar em contato com a revista ou seus autores, contactar o Editor-Executivo da Revista Wagner Silveira Feloniuk pelo e-mail: wagner@feloniuk.com

Para contatos com a comunicação do Instituto Histórico e Geográfico: contatar o jornalista João Batista Santafé Aguiar por 51 981118631 ou pelo e-mail ihgrgs.comunicacao@gmail.com.

 

Responsabilidade

São os termos de responsabilidade:

A submissão é uma declaração de aceitação dos termos e da ciência da não publicação das produções que o desrespeitarem.

Os conceitos e opiniões emitidos nos trabalhos publicados são de responsabilidade dos autores e a revista não necessariamente se filia a eles.

Os autores mantêm os direitos autorais de natureza pessoal e concedem à revista e ao Instituto Histórico e Geográfico o direito permanente de publicação e divulgação dos artigos em qualquer meio, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença Creative Commons Attribution que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.

Os autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho após a publicação, incluindo em redes sociais de pesquisa, indexadores e outros meios.

Os autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.

Havendo, o autor deve declarar na produção os conflitos de interesse, as autorizações por comitês de ética, as fontes de financiamento e as agências de fomento.

 

Resolução de Controvésias

Conforme a política de avaliação, a irresignação dos autores quanto ao resultado da avaliação ou outra tomada de decisão deve ser apresentada ao e-mail institucional. O recurso deve ser impetrado em até 15 dias úteis depois da sua comunicação ao requerente.

Caberá, nas controvérsias que não envolvam atos dos editores, a resolução do fato por eles.

Caberá, nas controvérsias que envolvam os editores, envio ao Editor-Chefe para a resolução.

Haverá recurso, a ser interposto em até quinze dias úteis da comunicação, das decisões acima referidas do editores ou Editor-Chefe, que será enviada a membros do Conselho Editorial, para resolução do fato controverso em caráter final.

Se a decisão dos editores ou Editor-Chefe houver sido, em qualquer momento, a de envio ao Conselho Editorial, da decisão tomada pelo conselho cabe exclusivamente pedido de reconsideração à mesma instância, no mesmo prazo.

 

Políticas Antiplágio e Código de Ética

Todo o artigo, ao ser submetido, durante o processo de avaliação preliminar, é submetido a buscas para verificação de plágio. Elas podem usar sites de busca e softwares especializados. Serão utilizados os critérios éticos presentes site do Committee on Publication Ethics.

O artigo com plágio será imediatamente arquivado e, se houver sido publicado, haverá retratação.

O artigo com trechos do próprio autor, sem ocorrência de uso de textos de terceiros, também poderá ser arquivado se não houver correta indicação disso na forma da  ABNT ou se, mesmo havendo, a amplitude dos trechos utilizados leve os editores à conclusão de que não se trata de obra inédita, um dos requisitos de submissão.

 

Sobre a Revista do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Sul

A Revista do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Sul (RIHGRGS) é publicada desde 1860. Já foram lançados mais de uma centena de volumes ao longo de mais de 150 anos de publicações. Sua fundação, pelo Barão de Porto Alegre, foi o título de Revisa Trimensal do Instituto Historico e Geographico da Provincia de S. Pedro. Desde 1920, ela tem publicações regulares e é um meio relevante para difusão de conhecimentos sobre o Rio Grande do Sul e assuntos ligados à história e desenvolvimento das ciências no estado. A revista segue os padrões estabelecidos pelo Ministério da Educação para a escolha e publicação de obras intelectuais. As normas estabelecidas pelo MEC e pela QUALIS são adotadas como critério principal de publicação e a revista é reconhecida e está classificada em diversas áreas no QUALIS de 2015:  História B3; Planejamento Urbano B5; Ciências Sociais Aplicadas B4; Letras B2. Além dessas, ela ainda publica em outras áreas como Direito, Música e Geografia. As obras são publicadas após avaliação cega, seguindo o double-blind review. A publicação do periódico é semestral, em versão impressa e virtual. A versão impressa é tradicional, implantada desde a criação da revista. A versão virtual, iniciada em 2015, tem o mesmo conteúdo, mas é acessível gratuitamente pela internet sob as regras do Open Access - sendo permitido o acesso e cópia de toda a produção, em qualquer dos números, independentemente de identificação do visitante. ISSN: 1678-3484. E-ISSN é: 2595-7031.