MANIBA, MANDIOCA E AIPIM: RESGATE DE RECEITAS COMO INSTRUMENTO DE PESQUISA E ENSINO DE HISTÓRIA.

Gabriel Chaves Amorim

Resumo


Neste trabalho seguimos um roteiro para trabalhar com qualquer tipo de estudante a história da alimentação. Como sugestão trago o exemplo do resgate de receitas, que pode ser feita com base em bibliografia ou com a família do estudante. Neste trabalho buscamos o resgate da gastronomia da mandioca e montamos uma sugestão de prato a partir dessa pesquisa. Como resultado desta pesquisa, podemos ver a recorrência da Gastronomia da Mandioca e seus insumos como principais hábitos e identidades alimentares pré coloniais. Esse pequeno apanhado nos ajuda a entender um pouco mais sobre os hábitos alimentares, ingredientes, subprodutos, técnicas, locais de consumo da gastronomia Amazônica.


Palavras-chave


História da alimentação, História da mandioca, Gastronomia Amazônica

Texto completo:

PDF

Referências


Canesqui, Ana Maria. “A qualidade dos alimentos: análise de algumas categorias da dietética popular.” in Revista de Nutrição, Março e Abril de 2007: 203-215.

Cascudo, Luis da Camara. História da alimentação no Brasil. São Paulo: Global, 2004.

Cruz, Roberto Borges da. “Farinha de "pau" e de "guerra": Os usos da farinha de mandioca no extremo norte (1722-1759).” Belém do Pará: UFP, 2011 de 2011.

Cypriano, Doris Cristina Castilhos de Araujo. “ALMAS, CORPOS E ESPECIARIAS A expansão colonial nos rios Tapajós e Madeira.” in Pesquisas / Instituto Anchietano de Pesquisas. (Pesquisas / Instituto Anchietano de Pesquisas. Unisinos.), 2007: 1-172.

Filho, Herundino Ribeiro do Nascimento, Reinaldo Imbrozio Barbosa, e Francisco Joaci de Freitas Luz. “Pimentas do gênero Capsicum cultivadas em Roraima, Amazônia brasileira. II. Hábitos e formas de uso.” in Acta Amaz (Acta Amaz) vol.37 , n. 4 (2007).

Maciel, Maria Eunice. “Olhares antropológicos sobre a : Identidade cultural e alimentação.” Edição: AM., and GARCIA, RWD Org. CANESQUI. Antropologia e Saúde collection (FIOCRUZ), in. Antropologia e nutrição: um diálogo possível (2005): 306.

Montanari, Massimo. História da Alimentação. 6ª. São Paulo: Estação Liberdade, 1998.

Ornellas, Lieslotte Hoeschl. A Alimentação através dos tempos. 4. Florianópolis, SC: UFSC, 2008.

Ravena, Nirvia, e Rosa Elizabeth Acevedo MarinI. “A teia de relações entre índios e missionários. A complementaridade vital entre o abastecimento e o extrativismo na dinâmica econômica da Amazônia Colonial.” in Varia hist. 29 (Maio/Agosto 2013): 395-420.

Silva, Andrea Leme da. “Comida de gente: preferências e tabus alimentares entre os ribeirinhos do Médio Rio Negro (Amazonas, Brasil).” Revista de Antropologia.Rev.no.1 São Paulo Jan./June 2007, Junho de 2007.

Valle, Teresa Losada. Mandioca de mesa, macaxeira ou aipim: a hortaliça negligenciada pelo Brasil. Anais do IV Simpósio Brasileiro sobre Cucurbitáceas, Porto Seguro-BA: Associação Brasileira de Horticultura, 2007, 1-11.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista do Lhiste – Laboratório de Ensino de História e Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Porto Alegre

ISSN 2359-5973