O QUE PODE O PROFESSOR DE HISTÓRIA?” OFICINAS DE ENSINO DE CULTURA AFRO-BRASILEIRA E INDÍGENA VOLTADAS PARA AS CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS – UMA EXPERIÊNCIA NO IF FARROUPILHA CAMPUS ALEGRETE

Mário Augusto Correia San Segundo

Resumo


O artigo apresenta a experiência de um projeto de ensino, desenvolvido no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha – Campus Alegrete, em que professores de história, auxiliaram estudantes de licenciatura em Matemática, Química e Ciências Biológicas a formular e aplicar planos de aula que contemplassem as orientações contidas na Lei 11.645/08, incluindo nos seus componentes curriculares noções de história e cultura afro-brasileira e indígena. É conhecida a dificuldade das chamadas “ciências exatas” e da natureza, em trabalhar com estes temas, propiciando uma oportunidade impar ao trabalho do historiador em auxiliar estes profissionais. O objetivo geral foi oferecer aos estudantes dos cursos de licenciatura subsídios teóricos e metodológicos para o trabalho com a história e cultura afro-brasileira e indígena em sala de aula, de forma articulada com o ensino dos conteúdos das ciências naturais e exatas.


Palavras-chave


Ensino de História – Cultura Afro-brasileira – Cultura indígena – Diversidade – Lei 11.645/08.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 20 dez. 1996. .

_____. Lei nº 10.639, de 9 de janeiro de 2003. Altera a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da Rede de Ensino a obrigatoriedade da temática “História e Cultura Afro-Brasileira”, e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 9 jan. 2003. Disponível em: .

_____. Lei 11.645 de 10 de março de 2008. Altera a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, modificada pela Lei no 10.639, de 9 de janeiro de 2003, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da rede de ensino a obrigatoriedade da temática “História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena”. Disponível em:http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11645.htm.

_____. Ministério da Educação. Diretrizes curriculares nacionais para a educação das relações Etnicorraciais e para o ensino de história e cultura afro-brasileira e africana. Brasília: MEC, 2004. Disponível em: .

_____. Ministério da Educação. Orientações e Ações para a Educação das Relações Etnicorraciais. Brasília:MEC/Secad, 2006.

_____. Ministério da Educação. Grupo de Trabalho Interministerial. Contribuições para a Implementação da Lei 10639/2003: Proposta de Plano Nacional de Implementação das Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação das Relações Etnicorraciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana – Lei 10639/2003. Brasília, 2008. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/contribuicoes.pdf.

JACCOUD, Luciana. O combate ao racismo e à desigualdade: o desafio das políticas públicas de promoção da igualdade racial. In: THEODORO, Mário (org.). As políticas públicas e a desigualdade racial no Brasil : 120 anos após a abolição. Brasília: IPEA, 2008.

PEREIRA, Amauri Mendes. Escola: espaço privilegiado para a construção da cultura de consciência negra. In. ROMÃO, Jeruse (org.) História da educação do negro e outras histórias. Brasília, 2005.

ROCHA, Luiz Carlos Paixão da. Políticas afirmativas e educação: a lei 10639/03 no contexto das políticas educacionais no Brasil contemporâneo.Curitiba, 2006.Disponível em:http://www.nupe.ufpr.br/paixao.pdf.

SIQUELLI, Sônia Aparecida. O papel pedagógico Escolar sob o ponto de vista das leis 10639/03 e 11645/08: apontamentos éticos e étnicos.Revista Reflexão e Ação, Santa Cruz do Sul, v.21, n. esp., p.104-122, jan./jun.2013. Disponível em: http://online.unisc.br/seer/index.php/reflex.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista do Lhiste – Laboratório de Ensino de História e Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Porto Alegre

ISSN 2359-5973