A PRODUÇÃO DE RECURSOS DIDÁTICOS E A UTILIZAÇÃO DE RECURSOS PARADIDÁTICOS NO ENSINO DE HISTÓRIA: O CASO DO PIBID HISTÓRIA 2014/UFSM

Luciano Nunes Viçosa de Souza, Tais Giacomini Tomazi, André Haiske

Resumo


Neste trabalho pretende-se refletir sobre a produção de materiais didáticos e a utilização de recursos paradidáticos no Projeto PIBID História 2014/UFSM, trazendo estudos de caso de atividades realizadas pelo referido projeto pelos bolsistas de iniciação à docência. Cada atividade com seus referenciais próprios, um processo de pesquisa e elaboração de propostas que culminaram nos trabalhos que serão apresentados posteriormente. Tudo isso traz a tona a pertinência de projetos como o programa PIBID e de como este auxilia o(a) graduando(a) na construção de sua identidade como professor(a) e para além disto, o desenvolvimento de novas metodologias e da pesquisa para o Ensino de História e a Educação.

Palavras-chave


Materiais didáticos; recursos paradidáticos; ensino de história; novas metodologias; PIBID História.

Texto completo:

PDF

Referências


ACKERMAN, Diane. Uma história natural dos sentidos. Rio de Janeiro: BertrandBrasil, 1992.

ANDUJAR, Patricia Viviane; FONSECA, Ricardo Lopes. A utilização de maquetes como instrumento metodológicos nas aulas de geografia. I Simpósio Nacional de Recursos Tecnológicos Aplicados à Cartografia e XVIII Semana de Geografia. 2009. Acesso em 05/07/2015.

CAINELLI, M. R. Entre continuidades e rupturas: uma investigação sobre o ensino e aprendizagem da História na transição do quinto para o sexto ano do Ensino Fundamental. Educar em Revista, Curitiba, n. 42, p. 127-139, out./dez, 2011. Editora UFPR.

DELVAL, Juan. Crescer e pensar: a construção do conhecimento na escola. Trad. Beatriz Affonso Neves. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

ELIAS, Norbert. O processo civilizador. Volume 1: Uma história dos costumes. Rio de Janeiro: Zahar, 2011.

FERRARI, A.; ALMEIDA, M. A. Corpo, Gênero e Sexualidade nos Registros de Indisciplina. Educ. Real, Porto Alegre, v. 37, n. 3, p. 865-885, set./dez. 2012. Disponível em: http://www.ufrgs.br/edu_realidade . Acesso em: 23.06.2013.

FLANDRIN, Jean Louis. A distinção pelo gosto. In: ARIES, P.; CHARTIER, R. História da vida privada: da Renascença ao Século das Luzes. São Paulo: Cia. das Letras, 1991.

FLANDRIN, Jean-Louis; MONTANARI, Massimo. História da Alimentação. São Paulo: Estação Liberdade, 1998, 2ª edição.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e Punir: nascimento da prisão. Trad. Raquel Ramalhete. 34 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2007.

LIA, Cristine Fortes; COSTA, Jéssica Pereira da; MONTEIRO, Katani Maria Nascimento. A produção de material didático para o ensino de história. Revista Latino-Americana de História. Vol. 2, nº. 6, Edição Especial, Agosto de 2013. Disponível em http://projeto.unisinos.br/rla/index.php/rla/article/viewFile/175/133. Acessado em 20 de outubro de 2015.

MOREIRA, D. F. R. S. Da “indisciplina” à participação. Experiência no ensino-aprendizagem de história. Anais do III encontro do PIBID/UNIR: Diálogos sobre a iniciação à docência. Porto Velho, p. 46-59, 2013. Editora UNIR.

OLIVEIRA, Juliana Ribeiro de. O prazer de aprender brincando. Curso de

Especialização em Psicopedagogia. Universidade Cândido Mendes. Niterói, 2010.

PESAVENTO, Sandra Jatahy. História &¨Literatura: uma velha-nova história. In: COSTA, C. Botelho da; MACHADO, M.C. Tomas (orgs.). História e Literatura, Identidades e Fronteiras. Uberlândia: EDUFU, 2006.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista do Lhiste – Laboratório de Ensino de História e Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Porto Alegre

ISSN 2359-5973