DAS MARGENS AO CENTRO: A HISTÓRIA DA ÁFRICA EM UMA EXPERIÊNCIA DE ESTÁGIO

Letícia Mistura

Resumo


Intenta-se, neste texto, refletir sobre uma experiência de estágio curricular docente, pensado a partir das possibilidades de centralidade da história da África como alternativa a uma história canônica, eurocentrada, excludente e facilitadora de equívocos históricos, anacronismos e preconceitos cultural e etnicamente direcionados. Buscou-se, pela mobilização do conteúdo histórico como gerenciador de intencionalidades metodológicas, a relação dos estudantes, por estranhamento e empatia, com uma faceta da história ainda desconhecida e, por meio de provocações reflexivas, a desconstrução de perspectivas “folclorizadas” e alegóricas a respeito da história do continente africano. Como avaliação final do período de estágio, foi proposta a construção de uma narrativa, mobilizando as instâncias do “pensar historicamente” dos estudantes em suas relações intrínsecas com os conteúdos apreendidos na aula de História.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista do Lhiste – Laboratório de Ensino de História e Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Porto Alegre

ISSN 2359-5973