Discutindo o ensino de História Mediado pelos Museus: Experiências Docentes no Museu de Artes e Ofícios-BH

Jezulino Lucio Mendes Braga

Resumo


Esse artigo apresenta parte das discussões da minha tese de doutorado defendida na Faculdade de Educação da UFMG. Discuto as experiências de professores de história em diálogo com a narrativa visual do Museu de Artes e Ofícios em Belo Horizonte. O texto foi dividido em três seções além da introdução e considerações finais. Na primeira seção apresentamos o setor educativo do MAO e os programas que desenvolvem na partilha com docentes. Na segunda seção discuto por meio dos relatos dos docentes as possibilidades formativas da exposição museal. Na última seção o foco recai sobre as experiências subjetivas e as práticas sensíveis de ensino de história no museu.


Palavras-chave


Museu-Experiência- Ensino de História

Texto completo:

PDF

Referências


BANN, Stephen. As invenções da História: ensaios sobre a representação do passado. São Paulo: UNESP, 1994.

BARBOSA, Neilia Marcelina. Olhares sobre a prática docente no uso do Arte de Ofícios. Relatório final de pesquisa de iniciação científica/CNPQ. 2010.

BONDÍA, Jorge Larossa. Notas sobre a experiência e o saber da experiência. Revista Brasileira de Educação. Rio de Janeiro, n. 19, p. 20-28, jan./abr., 2002.

DUBET, François. Sociologia da Experiência. Lisboa: Instituto Piaget, 1994.

GREENBLATT, Stephen. O novo historicismo: ressonância e encantamento. Estudos Históricos. Rio de Janeiro, v. 4, n. 8, p. 244-261, 1991.

INSTITUTO BRASILEIRO DE MUSEUS. Museus em números. Brasília: IBRAM, 2011. Disponível em . Acesso em 20 de ago. de 2010.

KNAUSS, Paulo.A presença de estudantes: o encontro de museus e escolas no Brasil a partir da década de 50 do século XX. Varia História, Belo Horizonte, v. 27, n. 46, p. 581-597, jul./dez., 2011.

MERLEAU-PONTY, Maurice. Fenomenologia da Percepção. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

MONTEIRO, Ana Maria Ferreira da Costa. Professores de História: entre saberes e práticas. Rio de Janeiro: Editora Mauad, 2007.

PEREIRA, Junia Sales; SIMAN, L. M. C. Educadores em zonas de fronteira - Limiares da relação museu-escola. In: NASCIMENTO, Silvania Souza; FERRETI, Carla Santiago. (Org.). Museu e Escola. Anais. Belo Horizonte: Puc Minas/UFMG, 2009, v. 1, p. 1-15.CD.

. Escola e Museu: diálogos e práticas. Belo Horizonte: Secretaria de Estado da Cultura/Superintendência de Museus/CEFOR-PUC-Minas, 2007.

______. Aprendizagem histórica como prática social: lições poéticas e éticas em “A Danação do Objeto: O Museu no Ensino de História”. Educação em Revista, Belo Horizonte, n. 47, jun., 2008.

POLLAK, Michael. Memória, esquecimento e silêncio. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, vol. 2, n. 3, p. 3-15, 1989.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Vozes, 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista do Lhiste – Laboratório de Ensino de História e Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Porto Alegre

ISSN 2359-5973