As representações das eleições presidenciais brasileiras de 1994 e 1998 e da Emenda Constitucional nº. 16

Erick da Silva Porto

Resumo


O estudo reflete sobre as representações feitas pelo Jornal Pioneiro acerca das eleições presidenciais brasileiras dos anos de 1994 e 1998, dando ênfase ao formato que deram para a Emenda Constitucional nº. 16, de 04 de junho de 1997, que permitia a reeleição de presidentes, governadores e prefeitos. É indiscutível que as mídias de massa produzem efeito sobre a população, seja na forma de contar histórias de acontecimentos da cidade, fotografias que usa para falar de alguns candidatos e suas propostas ou até na intensidade de consumo de um produto específico. Partindo do ponto em que as mídias transformam informações em notícias e estas servem para convencer o público a partir dos posicionamentos explícitos e implícitos do Jornal, analisa-se quais foram as intencionalidades e intensidades que o jornal deu ao fato de um presidente, já em exercício, ter feito uma emenda à Constituição que poderia aumentar sua permanência no cargo.

Palavras-chave


Imprensa, representação, discurso, eleições.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista do Lhiste – Laboratório de Ensino de História e Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Porto Alegre

ISSN 2359-5973