A produção científica em tempos de incerteza: a urgência de se (re)pensar o fazer científico

Antônio Augusto Zanoni

Resumo


Através de uma análise tanto bibliográfica quanto subjetiva, o presente artigo busca em um primeiro momento, mostrar a rapidez com que o tempo flui e como a ciência está sendo materializada em tempos onde o progresso está a produzir entulhos. No segundo ponto do artigo, procura-se mostrar como é importante ter uma ciência – seja essa histórica ou não – mais verticalizada e que tenha possibilidade de chegar à população de forma a esses também participarem das discussões. É relevante levar em consideração portanto, os motivos pelos quais a população não participa dessa discussão. Não menos importante, o artigo enfatiza que é função do historiador desnaturalizar os discursos presentes na atualidade, mostrar que a produção científica não é opinião e que o Brasil se encontra num topos desprovido de alteridade.

Palavras-chave


Ciência - Verticalização - Conhecimento Científico – Sociedade - História

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista do Lhiste – Laboratório de Ensino de História e Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Porto Alegre

ISSN 2359-5973