Globalização e superação da soberania moderna

Fabrício Wloch, Juliana Nunes Vizzotto

Resumo


Este artigo investiga a superação da Soberania moderna no mundo globalizado. A importância do tema é que, diante da flexibilização da Soberania, elementos externos passam a influir diretamente nas decisões internas dos países e, consequentemente, na vida do povo. É apresentado em quatro itens, a saber: Estado Moderno; Soberania; Globalização; e superação da Soberania moderna. Chegou-se às seguintes conclusões: a Soberania é um elemento do Estado Moderno que vem sofrendo adaptações frente aos atuais fenômenos sociais, especialmente a Globalização, que acarreta crise no Direito, na Democracia e no próprio modelo de Estado. Pensa-se na desconstrução do Estado Moderno diante da superação do conceito de Soberania e admissão do Direito Transnacional para incluir, num modelo de cooperação e solidariedade, todas as normas que regulam atos ou fatos que transcendem fronteiras nacionais. No que se refere ao procedimento metodológico, o trabalho foi desenvolvido sob o método indutivo. A pesquisa foi bibliográfica e documental.

Palavras-chave


Estado Moderno; Soberania; Globalização; Direito Transnacional; Direito Internacional Público; Direito Constitucional; Teoria do Estado

Texto completo:

Versão Virtual (82-98)

Referências


ANJOS FILHO, Robério Nunes dos.(ORG.). Globalização, justiça e segurança humana. Brasília: ESMPU.

BLUNTSHLI, J. Johann Kaspar. The theory of the State. Oxford: Clarendon Press, 1898.

BOBBIO, Norberto. Estado governo e Sociedade. Trad. Marco Aurélio Nogueira. 4.Ed. Rio de Janeiro : Paz e Terra, 1992.

BRANCO. Elcir Castello. Teoria geral do Estado. São Paulo: Saraiva, 1988.

CAETANO, Marcello. Manual de Ciência Política e Direito Constitucional. 4 ed. Lisboa: Coimbra Editora,1963.

CASSESE, Sabino. Globalizzazione del diritto. Disponível em: http://www.treccani.it/enciclopedia/globalizzazione-del-diritto_(XXI-Secolo)/ Acesso em: 2/2/2016.

CASTELLS, Manuel. Fim do milênio. A era da informação: economia, sociedade e cultura. 5 ed. Tradução de Klauss Brandini Gerhardt e Roneide Venancio Majer. São Paulo: Paz e terra, 2009. v.3.

CRUZ, Paulo Márcio Cruz. Política, poder, ideologia e Estado contemporâneo. Florianópolis, Diploma Legal. 2001.

CRUZ, Paulo Márcio. Fundamentos do direito constitucional. Curitiba: Juruá, 2001.

CRUZ, Paulo Márcio; BODNAR, Z. O novo paradigma de Direito na pós-modernidade. Porto Alegre. RECHTD/UNISINOS. RECHTD. Revista de Estudos Constitucionais, Hermenêutica e Teoria do Direito, v. 3, p. 75-83, 2011.

CRUZ, Paulo Márcio; FERRER, G. R. Os novos cenários transnacionais e a democracia assimétrica. Porto Alegre - RECHTD - UNISINOS. RECHTD. Revista de Estudos Constitucionais, Hermenêutica e Teoria do Direito, v. 2, p. 96-111, 2010.

CRUZ, Paulo Márcio; OLIVIERO, Maurizio. Reflexões sobre o Direito Transnacional. Itajaí/Perugia. Novos Estudos Jurídicos (Online), v. 17, 2012.

DALLARI, Dalmo de Abreu. Elementos de Teoria geral do Estado. 19. Ed. São Paulo: Saraiva, 1995.

FARIA, José Eduardo. O direito na economia globalizada. São Paulo: Malheiros, 2004.

FERRER, Gabriel Real. Anotações de aula da disciplina Governança Transnacional E Sustentabilidade, ministrada em 23 de setembro de 2015, no auditório da Universidade do Vale do Itajaí – Univali, no auditório do Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Ciência Jurídica, para o Curso de Doutoramento em Ciência Jurídica.

FERRER, Gabriel Real. Sostenibilidad, transnacionalidad y trasformaciones del Derecho. Revista de Derecho Ambiental, AbeledoPerrot, Buenos Aires, n. 32, outubro-dezembro 2012, p. 65-82; e em Maria Cláudia da Silva Antunes de Souza e Denise Schmitt Siqueira Garcia (Orgs.), Direito Ambiental, Transnacionalidade e Sustentabilidade, E-Book, Univali editora, Itajaí, 2013.

GIBBONS, Michael. Globalização, competitividade e o futuro da Educação superior. In: FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN. Globalização, ciencia, cultura e religiões. Lisboa: Dom Quixote, 2003.

GIDDENS, Anthony. A terceira via. Tradução de Maria Luiza X. De A. Borges. 3. Tiragem. Rio de Janeiro: Record, 2000.

GIDDENS, Anthony. As consequências da modernidade. 2. ed. Tradução de Fernando Luís Machado e Maria Manuela Rocha. Oeiras, Portugal: Celta Editora,1995. Título original: The consequences of modernity.

GRILLO, Vera de Araújo. A separação dos poderes no Brasil: Legislativo versus Executivo. Blumenau/ Itajaí: Editora Edifurb e Editora Univali, 2000.

HABERMAS, Jürgen. A constelação pós-nacional: Ensaios políticos. Tradução de Márcio Seligmann Silva. São Paulo: Littera Mundi, 2001.

HELLER, Hermann. Teoría del Estado. 2. Ed. Tradução de Luis Tobio. México: Fondo de Cultura Económica, 1998. Título original: Staatslehre.

JELLINEK, Georg. Teoría General Del Estado. Tradução de Fernando de Los Rios. Buenos Aires: Albatroz, 1978. Título original: Allgemeine Staatslehre.

JESSUP, Philip C. Direito Transnacional. Tradução de Carlos Ramires Pinheiro da Silva. São Paulo: Fundo de Cultura, 1965.

KELSEN, Hans. Teoria pura do direito. Tradução de João Baptista Machado. 7. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

MATTEUCCI, Nicola; PASQUINO, Gianfranco. Dicionário de Política. Tradução de Carmen C. Varrialle et alli. 8. ed. Brasília: Universidade de Brasília, 1995. Título original: Dizionário di Politica. v. 2. p. 1179-1188.

MIRANDA, Jorge. Teoria do Estado e da Constituição. 2. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2009.

NEVES, Marcelo (Coord.). Transnacionalidade do Direito: novas perspectivas dos conflitos entre ordens jurídicas. São Paulo: Quartier Latin, 2010.

OLIVIERO, Maurizio. Anotações de aula da disciplina Teoria do Estado e da Constituição, ministrada em 21 de setembro de 2015, no auditório da Universidade do Vale do Itajaí – Univali, no auditório do Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Ciência Jurídica, para o Curso de Doutoramento em Ciência Jurídica.

RIFKIN, Jeremy. La Civilización Empática. Tradução de Vanessa Casanova e Genis Sanchez Barberan. Barcelona: Ediciones Paidós, 2014.

SANCHES, Luiz Antonio Ugeda. O que é o Geodireito? Disponível em: . Acesso em: 24 set. 2015.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Pela mão de Alice: o social e o político na pós- modernidade. 9. e. São Paulo: Cortez, 2001.

SANTOS, Boaventura de Souza (org.). A Globalização e as Ciências Sociais. São Paulo: Cortez, 2002.

SANTOS, Milton. Por uma outra Globalização. Do pensamento único à consciência universal. 6 ed. Rio de Janeiro: Record, 2001.

SASSEN, Saskia. Bordering Capabilities versus Borders: Implications for National Borders. 30 Michigan Journal of International Law (2008-2009), p. 567-597.

SOARES, Mário Lúcio Quintão. Teoria do Estado: novos paradigmas em face da Globalização. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2011.

TEIXEIRA, Sebastião, DIZ, Henrique. Estratégias de internacionalização. Lisboa: Publisher team, 2005.

WATERS, Malcolm. Globalização. Tradução de Magnólia Costa e Ana Bela Rocha. Oeiras, Portugal: Celta, 1999. Título Original: Globalization.




DOI: https://doi.org/10.22456/0104-6594.62191

Apontamentos

  • Não há apontamentos.