Os Manuais de Direito Romano na Formação do Jurisconsulto Clóvis Beviláqua

Rose Dayanne Santos de Brito

Resumo


O artigo tem o objetivo de investigar a influência dos manuais de direito romano na formação intelectual de Clóvis Beviláqua. A importância da pesquisa é identificar as correntes teóricas que contribuíram para a formação do pensamento de Beviláqua, autor do Código Civil de 1916. Para tanto, o presente artigo segue os rastros dos manuais e os autores estrangeiros lidos por Beviláqua, assim como as lições do seu professor de direito romano e o contexto intelectual da Faculdade de Direito do Recife. Trata-se, portanto, de um exercício de história do direito que pretende demonstrar a sintonia entre a produção e o pensamento deste autor com a época em que viveu e o processo de construção da cultura jurídica brasileira.


Palavras-chave


História do Direito; História do Direito no Brasil; Direito romano.

Texto completo:

PDF

Referências


AUGUSTO, J. Clovis Beviláqua e a Faculdade de Direito do Recife, 1959.

BEVILÁQUA, Clóvis. História da Faculdade de Direito do Recife. Rio de Janeiro, Francisco Alves, 1927, vol. II.

BEVILÁQUA, Clóvis. Resumo das Licçoes de Legislação Comparada sobre o Direito Privado. Recife: Typographia de F. P. Boulitreau, 1893.

BEVILÁQUA, Clóvis. Juristas philosophos. Imprenta: Bahia, Livraria Magalhães, 1897.

BRETONE, Mario. Diritto e tempo nella tradizione europea. EditoriLaterza, 2004.

CAMPELLO, Manoel Netto Carneiro. Direito Romano. Preleções Expedidas em aula. Rio de Janeiro, Vol 1, 1929.

CATALANO, Pierangelo. Diritto e persone. Studi su origine e attualità del sistema romano. G. Giappichelli Editore – Torino, 1990.

COSTA, Pietro. Passado: dilemas e instrumentos da historiografia. Revista da Faculdade de Direito UFPR, n. 47. Curitiba: UFPR, 2008.

DEMANGEAT, M. Charles. Coursélémentaraire de droit romain. Secondeedition. Paris, MarescoAiné, Libraire-editeur, 1866.

LOSANO, Mario G. La scuola di Recife e l’influenza tedesca sul diritto brasiliano. In: Giovanni Tarello. (org) Materiali per uma storiadella cultura giuridica. Vol. IV, Mulino, 1974

MEIRA, Silvio. Clóvis Beviláqua. Sua Vida. Sua Obra. Fortaleza: Edições Universidade Federal do Ceará, 1990, p. 346.

MELLUSO, M. La schiavitù nell’età giustinianea. Disciplina giuridica e rilevanzasociale, Paris 2000, PressesUniversitairesFranc-Comtoises, 2000.

OLIVEIRA, João Gualberto. Clóvis Centenario. São Paulo: Bentivegna, 1961.

PINTOR JUNIOR, João José. Curso elementar de direito romano. Recife, Typographia Economica, 1888.

POLETTI, Ronaldo Rebello de Britto. Conceito jurídico de império. Editora Consulex. Brasília- DF, 2009.

ROMERO, Silvio. O Brasil social e outros estudos sociológicos. Brasília: Senado Federal, 2001.




DOI: https://doi.org/10.22456/0104-6594.108737

Apontamentos

  • Não há apontamentos.