ELEMENTOS SENTIMENTAIS DA ESTRUTURA CORONELÍSITICA NAS ELEIÇÕES MUNICIPAIS A PARTIR DAS OBSERVAÇÕES DE JOÃO LISBOA

Felipe Laurêncio de Freitas Alves, Paulo Fernando Soares Pereira

Resumo


O presente artigo tem como objetivo, a partir das observações do escritor João Francisco Lisboa, analisar a permanência da estrutura coronelística nas eleições municipais brasileiras, objetivando, dessa forma, averiguar a forma como os resquícios dos elementos paternalísticos que envolviam a relação coronel-roceiro contribuíram para a permanência do coronelismo nas eleições atuais nos rincões do país. A metodologia utilizada é desenvolvida a partir da revisão crítica de literatura, ou seja, revisão bibliográfica dos principais autores que tradicionalmente tratam do coronelismo, com ênfase, principalmente, nas observações de João Francisco Lisboa (1864; 1993; 2004), sem ignorar, por outro lado, o arcabouço sociológico de pensadores como Max Weber (2010) e Pierre Bourdieu (1989) a respeito das estruturas de poder político.


Palavras-chave


Paixão Política; Coronelismo; Eleições Municipais.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Res Severa Verum Gaudium | ISSN 2176-3755 | revistaressevera@gmail.com

Faculdade de Direito - Centro Acadêmico André da Rocha

Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS

Av. João Pessoa, nº 80. Porto Alegre, RS. CEP 90040-001