Sobre a Revista

Foco e Escopo

A Res Severa Verum Gaudium é o periódico criado e editado por graduandos da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Seu objetivo é fomentar o debate acadêmico discente no campo do Direito e disciplinas relacionadas.

De acordo com seu Regimento Interno (que pode ser livremente acessado aqui), a Revista se pauta pelos seguintes objetivos e finalidades:

  1. Contribuir para o aprimoramento do ensino, pesquisa e extensão das Ciências Jurídicas e Sociais;
  2. Incentivar o estudo das Ciências Jurídicas e Sociais e áreas afins;
  3. Instigar o debate acadêmico;
  4. Publicar e difundir trabalhos produzidos por estudantes, em especial dos alunos de graduação da Faculdade de Direito da UFRGS;
  5. Manter o acesso livre aos trabalhos publicados na Revista;
  6. Incentivar a iniciação científica na Faculdade de Direito e fomentar a criação e o crescimento dos Grupos de Pesquisa.

Prezando pela pluralidade, rigor acadêmico e imparcialidade, todos os trabalhos recebidos são submetidos ao double-blind peer review. Poderão, no entanto, ser publicados trabalhos sem a aplicação deste procedimento de avaliação nos casos de: (a) trabalhos de autores consagrados convidados; e (b) trabalhos oriundos de eventos de promoção de pesquisa no âmbito da graduação. Em ambos os casos, destinar-se-á seções especiais para tanto.

 

Processo de Avaliação pelos Pares

  • A publicação de um trabalho submetido à Revista se dá por meio de processo editorial que consiste em avaliação formal, avaliação material pelo double-blind peer review e decisão editorial. Essas três ações terão seus efeitos informados aos respectivos autores ao longo do processo editorial, garantindo-lhes as informações conforme transcorrem durante o período estabelecido no edital de chamada de trabalhos. O tempo padrão para avaliação é de 4 semanas. 
  • A avaliação formal do trabalho envolve a avaliação feita pelos editores da adequação do trabalho ao edital de chamada de trabalhos e às normas da ABNT. No caso de inadequações que não comprometam a avaliação material, o trabalho será avaliado materialmente e submetido ao autor para que sejam sanadas as inadequações. Sob nenhuma hipótese serão considerados aptos à avaliação material aqueles trabalhos que contrariem expressamente o edital de chamada de trabalhos de forma que impossibilitem a sua avaliação material e aqueles que não contenham referências bibliográficas ou que apresentem trechos evidenciando a prática de plágio.
  • A avaliação material do trabalho se dá pelo o método duplo cego (double-blind peer review), cuja manifestação se dá por meio de pareceres submetidos aos editores e elaborados por dois avaliadores ligados à área do trabalho avaliado. Os editores também podem sugerir alterações materiais de estilo, visando um texto que apresente de forma clara seu objeto, hipóteses e justificações. O avaliador não conhecerá a identidade do autor do trabalho durante o processo editorial e vice-versa. Caso o editor perceba que um dos pares da avaliação reconhece o outro, cabe-lhe designar novo avaliador ao trabalho, zelando pelo anonimato entre os pares do processo. O conteúdo de cada parecer será repassado ao autor sob a forma de respectivas sugestões que fundamentem a aceitação, submissão a alterações ou rejeição, tendo em vista o anonimato e objetividade dos comentários.
  • A decisão editorial de aceitação, submissão a alterações ou rejeição dos trabalhos leva em conta os pareceres e sugestões do Corpo Editorial. O parecer dá subsídios à decisão editorial, mas não a vincula. Caso os editores enfrentem dificuldades na tomada de decisões, é facultado um terceiro parecer de avaliador distinto dos demais e/ou consulta ao Corpo Editorial da Revista. Garantido o anonimato do autor, a referida consulta não tem efeito vinculante. A decisão de aceitação não garante a publicação.
  • Na decisão editorial de publicação dos trabalhos aceitos, nos casos em que o número de trabalhos aceitos excede o número previsto no edital de chamada de trabalhos, leva-se em conta o Foco e o Escopo da Revista. Nesses casos, é assegurada ao autor a informação de possibilidade de publicação em número ou volume posterior.
  • A interposição de recursos às decisões editoriais e administrativas tomadas serão submetidas ao Editor-Chefe da revista, cuja decisão se dá conforme deliberação entre os membros da Equipe Editorial, na forma do Regimento Interno da Revista, garantida a informação da decisão final ao proponente.
  • Situações do processo editorial não previstas serão resolvidas pela Equipe Editorial, na forma do Regimento Interno da Revista.

Periodicidade

Semestral.

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre e imediato ao seu conteúdo, incluído o acesso e download de qualquer material independetemente de registro.

Fontes de Apoio

A revista não tem financiamento externo.

Histórico do periódico

Criada em 17 de abril de 2009 pelo Centro Acadêmico André da Rocha com o intuito de valorizar os trabalhos acadêmicos dos estudantes de Direito, a Res Severa Verum Gaudium oferece um espaço para a publicação da pesquisa discente, buscando incentivar a integração do graduando no debate científico de alto nível.