Tecnologias digitais e a aprendizagem: perspectivas para emergência de Zona de Desenvolvimento Proximal

Juliana Silva Arruda, José Aires de Castro Filho

Resumo


Analisa como os recursos digitais, utilizados em atividades realizadas com o
uso das tecnologias digitais, podem fazer emergir Zonas de Desenvolvimento Proximal (ZDP) em grupos de dois ou mais aprendentes. Foi utilizada a metodologia qualitativa, com caráter interpretativo, através da observação participante, com análise microgenética, e, como instrumentos de coleta de dados: vídeos e diários de campo. As atividades planejadas envolveram disciplinas curriculares, o uso do computador e alguns recursos da Internet. Os resultados foram analisados de acordo com categorias, que foram verificadas a partir da unidade de análise: o suporte de tecnologia, destacando momentos que os recursos, aliados à interação, promovem a emergência de ZDP, acarretando aprendizagem e promovendo posturas de autoria desses aprendentes.


Palavras-chave


Tecnologias. Interação. Zonas de Desenvolvimento Proximal.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1679-1916.89265

Direitos autorais 2018 RENOTE



RENOTE - Revista Novas Tecnologias na Educação      ISSN 1679-1916

A RENOTE, possui a nota Qualis B1 (Ensino) e B1 (Interdisciplinar) no Sistema de Avaliação da CAPES.

Centro Interdisciplinar de Novas Tecnologias na Educação (CINTED) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Avenida Paulo Gama, 110 - Anexo III – 3o andar
Porto Alegre, RS, Brasil – CEP: 90040-060

Telefone: (51) 3308-4100
E-mail: renote@cinted.ufrgs.br