EDUCAUTISM: Um sistema personalizável para o apoio à educação de criaças diagnosticadas com o transtorno do espectro autista

Autores

  • Ivan Andreis Universidade do Vale do Rio dos Sinos
  • Sandro José Rigo Universidade do Vale do Rio dos Sinos

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-1916.85924

Palavras-chave:

Transtorno do Espectro Autista, Autismo, Personalização, Customização.

Resumo

Desde o século passado são estudadas diferentes formas de auxiliar e apoiar o desenvolvimento de crianças diagnosticadas com o transtorno do espectro autista. Estas crianças muitas vezes demonstram pouco interesse em assuntos variados e denotam uma fixação maior em tópicos específicos. Eeste trabalho apresenta um sistema que auxilia na resolução do problema de uso e adaptação à softwares de apoio à educação por parte das crianças diagnosticadas com o transtorno. Este sistema oferece uma nova proposta de interação ao usuário, com uma interface totalmente personalizável, de acordo com o perfil da criança, que leve em consideração sua sensibilidade a cores, imagens, sons e outros aspectos relevantes. Pais e responsáveis poderão customizar esta interface, buscando manter o foco, interesse e motivação da criança em realizar as atividades, evitando que a mesma repudie alguma característica que lhe traga irritabilidade ou cause uma crise nervosa, característica comum entre os indivíduos portadores do espectro. Com isso, o trabalho em questão visa a contribuir com a melhora na qualidade de vida dos usuários e respectivos familiares. Foi desenvolvido um protótipo com o modelo, cuja avaliação permitiu identificar diversos aspectos positivos neste sentido de apoio à qualidade de interação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-07-21

Como Citar

ANDREIS, I.; JOSÉ RIGO, S. EDUCAUTISM: Um sistema personalizável para o apoio à educação de criaças diagnosticadas com o transtorno do espectro autista. RENOTE, Porto Alegre, v. 16, n. 1, 2018. DOI: 10.22456/1679-1916.85924. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/renote/article/view/85924. Acesso em: 21 maio. 2022.

Edição

Seção

Tecnologia na educação especial