Poly e GeoGebra 3D: um experimento de ensino na educação básica

Autores

  • Andressa Trainotti UFRGS (PPG – Ensino de Matemática)
  • Rodrigo Sychocki da Silva UFRGS (PPG – Ensino de Matemática)

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-1916.85879

Palavras-chave:

Ensino, Geometria Espacial, Tecnologias Digitais. Visualização Geométrica.

Resumo

Este artigo tem como objetivo apresentar e refletir sobre um experimento de ensino envolvendo Geometria Espacial ocorrido na educação básica fazendo-se uso dos softwares Poly e GeoGebra 3D. A pesquisa de caráter qualitativo ocorreu com uma turma de 2º ano de Ensino Médio de uma instituição da rede estadual de educação de Santa Catarina. Ao fim da pesquisa pôde-se concluir que as tecnologias digitais usadas no experimento contribuíram para o aprendizado dos tópicos de Geometria Espacial estudados, desenvolveram a curiosidade e motivação dos estudantes, assim como tornaram a sala de aula um ambiente de exploração, criação de conjecturas e validação de hipóteses pelos estudantes, os quais são elementos de uma profícua aprendizagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-07-21

Como Citar

TRAINOTTI, A.; SYCHOCKI DA SILVA, R. Poly e GeoGebra 3D: um experimento de ensino na educação básica. RENOTE, Porto Alegre, v. 16, n. 1, 2018. DOI: 10.22456/1679-1916.85879. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/renote/article/view/85879. Acesso em: 6 jul. 2022.

Edição

Seção

Tecnologia na educação