Uso de Simuladores no Ensino de Física: Um estudo da produção Gestual de Estudantes Universitários

Autores

  • Agostinho Serrano Universidade Luterana do Brasil (ULBRA),
  • Vivian Engel Universidade Luterana do Brasil (ULBRA)

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-1916.30868

Palavras-chave:

Gestos descritivos, Simulações Computacionais, Ensino de Física, Teoria de Campos Conceituais, Teoria da Carga Cognitiva.

Resumo

Neste artigo, discutimos a produção gestual, especialmente de gestos descritivos, utilizados por estudantes universitários com dois diferentes simuladores: Uma simulação conceitual no campo da Mecânica Clássica e um laboratório virtual no campo da Mecânica Quântica. A análise gestual é feita das entrevistas gravadas em vídeo, que foram realizadas após o uso do software pelos estudantes. Gestos descritivos foram catalogados e indicam processos imagísticos que, segundo nossa interpretação dos resultados, são o resultado da assimilação de representações computacionais utilizadas.
Este processo de assimilação pode ser compreendido utilizando-se o referencial de campos conceituais de Gerard Vergnaud e pode explicar um dos processos cognitivos importantes que culminam no aprendizado mediado por computador.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-07-20

Como Citar

SERRANO, A.; ENGEL, V. Uso de Simuladores no Ensino de Física: Um estudo da produção Gestual de Estudantes Universitários. RENOTE, Porto Alegre, v. 10, n. 1, 2012. DOI: 10.22456/1679-1916.30868. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/renote/article/view/30868. Acesso em: 2 jul. 2022.