Tecnologias de Informação e Comunicação: Um Enfoque no Desenvolvimento da Criticidade na Educação Profissional

Autores

  • Cláudia Zank Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFGRS)
  • Patricia Alejandra Behar Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFGRS)

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-1916.30857

Palavras-chave:

Educação profissional. Criticidade. Tecnologias de Informação e Comunicação.

Resumo

A educação profissional técnica de nível médio não pode ficar restrita à preparação para o mercado de trabalho, mas também deve ter fins humanistas, estimulando a criticidade dos alunos. As Tecnologias de Informação e Comunicação podem contribuir para isso. Para tanto, é preciso que os professores tenham uma formação pedagógica no qual as tecnologias sejam aplicadas e discutidas nesta perspectiva. O artigo faz uma revisão da teoria acerca dos usos efetivos e possíveis das Tecnologias de Informação e Comunicação na educação, bem como da educação profissional e da formação pedagógica de seus docentes. O intuito é discutir os limites e possibilidades de uso das Tecnologias de Informação e Comunicação para
o desenvolvimento da criticidade nos alunos da educação profissional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-07-20

Como Citar

ZANK, C.; BEHAR, P. A. Tecnologias de Informação e Comunicação: Um Enfoque no Desenvolvimento da Criticidade na Educação Profissional. RENOTE, Porto Alegre, v. 10, n. 1, 2012. DOI: 10.22456/1679-1916.30857. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/renote/article/view/30857. Acesso em: 6 out. 2022.